Política Passos: "Estamos a crescer por razões diversas do que o governo previu"

Passos: "Estamos a crescer por razões diversas do que o governo previu"

O líder do PSD assinalou que a economia está a crescer devido ao impulso das exportações e que para tal ser sustentável é necessário um aumento do investimento.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 16 de novembro de 2016 às 12:36

Pedro Passos Coelho destacou esta quarta-feira a importância de a economia portuguesa ter crescido acima do que eram as expectativas.


Para o ex-primeiro-ministro, este resultado "deve-se no essencial ao melhor desempenho das exportações" e "isso é bom", pois "como sempre defendemos" o "país só pode crescer de forma sustentada alavancado pelas exportações e não pelo consumo interno como o governo defendia".

Segundo a estimativa rápida do INE, divulgada terça-feira, no terceiro trimestre o PIB de Portugal cresceu 1,6% em termos homólogos e 0,8% contra os três meses anteriores, o que representa a taxa de crescimento em cadeia mais rápida entre os países da Zona Euro.

"Estes números mostram que economia andou bastante melhor do que era a expectativa e da estratégia do Governo, que era por a economia a crescer puxada pela procura interna", afirmou Passos Coelho, em declarações transmitidas pela SIC Notícias.

"Estamos a crescer por razões diversas que o governo previu, mas isso é bom. Não devemos é deitar foguetes antes de tempo e olhar para ver o que está a fazer a economia crescer e ver se é sustentável", disse Passos Coelho.

O líder do PSD reforçou que crescer sustentado pelas exportações "é bom", mas "não era esta a estratégia do Governo", sendo que agora é importante impulsionar o investimento. "Só podemos crescer de forma sustentada com mais exportações se houver investimento. Se queremos continuar a crescer por essa via [das exportações] temos que ter investimento", assinalou.

É devido a este factor que o PSD vai avançar com propostas de alteração ao Orçamento que passam por "introduzir elementos que possam ajudar a que mais investimento possa aparecer em Portugal". Crescer através da procura interna "não é sustentável", reforçou.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI