Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos Coelho defende contratualização nos transportes públicos para responsabilizar gestores públicos

O momento é delicado para as empresas de transportes públicos nacionais e Passos Coelho apresentou, ontem em Gaia, o seu modelo para resolver os seus graves problemas.

João Carlos Malta joaomalta@negocios.pt 05 de Abril de 2011 às 10:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
“É preciso chegar à Refer, CP ou Metro do Porto e ver o serviço que prestam e qual é serviço público, porque nem todo o é. Depois, é necessário ver quanto custa e se estamos dispostos a pagar o preço [que pedem], porque podemos não estar”, avançou no Clube dos Pensadores, em Gaia.

O prejuízo dessas empresas sucede, na sua óptica porque “o Estado pede às empresas serviços que depois não paga”. “Isto é assim há vários anos e não pode ser”, acrescentou.

Posteriormente, após ser feita essa contratualização, Passos Coelho diz que se os contratos não forem cumpridos, “os gestores públicos terão de ser responsabilizados por esses prejuízos”.

Quanto a privatizações, Passos prometeu um “plano ambicioso” de alienação de empresas públicas. O líder do PSD defendeu que “a maior parte dos recursos não pode estar com o Estado” mas “do lado das empresas e das famílias.”



Passos até foi apresentado pelo anfitrião do Clube dos Pensadores, Joaquim Jorge, como tendo ideias “neoliberais”, mas rejeitou o rótulo. Redimensionar o Estado disse ser “uma medida do mais elementar bom senso”.

Ver comentários
Saber mais Passos Coelho Economia Política
Outras Notícias