Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos Coelho: “Queremos um acordo com conteúdo e não a fazer de conta”

O primeiro-ministro afirma que no processo negocial entre os três partidos do arco da governação “não há concessões a fazer”, porque não se trata de um “negócio” ou um “regateio”.

Thomas Peter/Reuters
Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 18 de Julho de 2013 às 22:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • 17
  • ...

“Não queremos um compromisso a fazer de conta. Queremos um compromisso que tenha conteúdo para o futuro”, disse Pedro Passos Coelho, referindo-se às negociações que estão a decorrer entre PS, PSD e CDS desde domingo, 14 de Julho, no sentido de se alcançar o “compromisso de salvação nacional” pedido por Cavaco Silva.

 

Passos Coelho garantiu que nestas negociações “não há concessões a fazer”. “Não se trata de fazer um negócio ou um regateio”, disse o líder do PSD, defendendo que os três partidos têm que “aproximar as suas visões” nas questões que interessam ao País como a sustentabilidade da dívida ou o regresso aos mercados.

 

O líder do PSD afirmou ainda, a propósito da austeridade, que “não há aqui nenhum conflito ideológico”. E explicou: “A austeridade não é uma questão ideológica. É uma necessidade que se impõe quando se perde crédito e não se tem dinheiro. Quando não há dinheiro tem que se viver com o pouco que se tem.”

 
(Notícia actualizada às 22h26)
Ver comentários
Saber mais Passos Coelho primeiro-ministro conselho nacional PSD acordo salvação nacional
Outras Notícias