Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Paulo Portas "tem apreciado" chamadas de atenção de Cavaco sobre obras públicas

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, disse hoje que "tem apreciado" as "chamadas de atenção" do Presidente da República sobre as grandes obras públicas e disse ver "com algumas perplexidades" a posição do BE sobre o tema.

Lusa 04 de Maio de 2010 às 21:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O líder do CDS-PP, Paulo Portas, disse hoje que "tem apreciado" as "chamadas de atenção" do Presidente da República sobre as grandes obras públicas e disse ver "com algumas perplexidades" a posição do BE sobre o tema.

"O que eu tenho apreciado são as chamadas de atenção, as chamadas de reflexão que o Presidente da República tem feito relativamente ao problema do endividamento. Se o país já está tão endividado, se corre riscos no exterior, se esses riscos podem afectar seriamente os juros que o país paga, a situação do crédito bancário e os `spreads´ das famílias convém ser prudente", disse Paulo Portas.

O líder do CDS-PP falava no Palácio de Belém no final de uma audiência pedida "há alguns dias" ao Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, para expor "as preocupações do CDS" sobre o facto de o Governo avançar "com todas as grandes obras públicas ao mesmo tempo" numa altura em que o país está numa "situação económica frágil" e perante uma "situação financeira ameaçadora".

Na passada sexta feira, o Presidente da República escusou-se a comentar "decisões específicas do Governo", quando questionado sobre se era oportuno adiar obras públicas, mas defendeu o "princípio geral" de que é necessário "reponderar todos aqueles investimentos, públicos ou privados, na área dos bens não transaccionáveis, que tenham uma grande componente importada".

Paulo Portas defendeu hoje que o Governo deve "meditar" sobre os projectos em cima da mesa e ponderar se vale a pena, na actual conjuntura, avançar "com todos".

Paulo Portas justificou o pedido de audiência ao Presidente da República frisando que a questão "é suficientemente grave e séria" e que, com o Governo, já "tem lide diária" no Parlamento.



No próximo dia 28, o Parlamento debate um pedido de apreciação parlamentar do CDS-PP do decreto-lei que estabelece a concessão Poceirão-Caia da ligação ferroviária de alta velocidade, um diploma que deverá ser chumbado pelo PS, PCP e BE.

"O BE votará como entender. Apenas sinalizo algumas perplexidades. O BE foi em alta velocidade caucionar o Governo. É curioso que um partido que gosta de ter o monopólio da juventude seja tão desinteressado sobre a questão do endividamento que vai recair sobre as futuras gerações", disse.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias