Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PCP diz que Nobel da Paz foi "mais um golpe na credibilidade" do galardão

O Partido Comunista Português reagiu finalmente à atribuição do Prémio Nobel da Paz a Liu Xiaobo, considerando-a "inseparável das pressões económicas e políticas dos EUA" à China.

Pedro Carreira Garcia pedrogarcia@negocios.pt 11 de Outubro de 2010 às 12:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O PCP reagiu oficialmente à atribuição, na última sexta-feira, do Nobel da Paz a Liu Xiaobo, dissidente chinês de 54 anos condenado em Dezembro passado por um tribunal de Pequim a 11 anos de prisão, acusado de tentar "subverter o governo".

Em comunicado publicado na sua página oficial, o PCP defende, numa nota de apenas um parágrafo, que “a decisão da atribuição do Prémio Nobel da Paz a Liu Xiaobo – inseparável das pressões económicas e políticas dos EUA à República Popular da China - é, na linha da atribuição do Prémio Nobel da Paz de 2009 ao Presidente dos EUA, Barack Obama, mais um golpe na credibilidade de um galardão que deveria contribuir para a afirmação dos valores da paz, da solidariedade e da amizade entre os povos”, num momento em que notícias veiculadas pelos media mundiais dão conta da prisão domiciliária a que foi sujeita a sua mulher, Lu Xia, pelas autoridades chinesas.

A Real Academia Sueca das Ciências, na sua nota habitual que acompanha a atribuição do galardão, disse que "Liu Xiaobo foi distinguido pela sua luta longa e não violenta pelos direitos fundamentais da China".

Ver comentários
Outras Notícias