Eleições Pitagórica: dos partidos no Parlamento, só o PAN subiu nas intenções de voto esta semana

Pitagórica: dos partidos no Parlamento, só o PAN subiu nas intenções de voto esta semana

"Todos (menos o PAN) descem a fechar a semana", diz a TSF, a propósito do desempenho dos partidos com assento no Parlamento no agregado das cinco sondagens diárias da Pitagórica.
Pitagórica: dos partidos no Parlamento, só o PAN subiu nas intenções de voto esta semana
Miguel A. Lopes/Lusa
Negócios 27 de setembro de 2019 às 21:08

Todos os partidos com lugar no Parlamento, com exceção do PAN, perderam terreno no final da primeira semana de sondagens diárias, refere a TSF.

 

O PS obteve 37,5% - menos meio ponto do que na quinta-feira - e o PSD perdeu umas décimas nos últimos dias e está com 26,6%. Já o Bloco de Esquerda caiu meio ponto e está com 10,1%, ao mesmo tempo que a CDU volta a baixar na sondagem e recolhe 5,1% de intenções de voto, de acordo com a mesma fonte.

 

"Mas o pior resultado, entre os partidos representados no Parlamento, vai para o CDS que regista 4% de intenções de voto. O PAN recupera ligeiramente e está com 3,6%", diz a TSF, citando os resultados da Pitagórica.

 

"No reverso da medalha, estão os partidos que querem estrear-se no Parlamento e fecham a semana a subir: a Iniciativa Liberal segue à frente neste campeonato dos chamados pequenos partidos: tem 1,6% de intenções de voto, seguem-se o LIVRE e o CHEGA que recolhem cada 1,1%.Abaixo de 1% está a Aliança de Pedro Santana Lopes que regista 0,7% de intenções de voto", acrescenta.

 

Também o JN chama a atenção para o facto de os cinco maiores partidos portugueses estarem todos em queda. "Segundo a sondagem diária da Pitagórica para o JN, TSF e TVI, somam uma perda de quase dois pontos de um dia para o outro. Um pecúlio que passa para os mais pequenos, incluindo o PAN", sublinha o Jornal de Notícias.

 

A semana confirmou assim "a tendência contra a possibilidade de uma maioria absoluta: mais de 60% mostram-se ‘desfavoráveis’ a este cenário. E mesmo junto dos eleitores socialistas, 54% estão contra a possibilidade de uma maioria absoluta", frisa a TSF.

 

Recorde-se que entre 21 de setembro e 4 de outubro o JN, TSF e TVI estão a publicar uma "tracking poll" com a intenção de voto para as eleições legislativas. Esta sondagem diária tem uma amostra de cerca de 600 entrevistas.

 

A diferença fundamental entre uma "tracking poll" e uma sondagem "clássica", conforme explica o Jornal de Notícias, está no facto de as entrevistas para as "tracking poll" serem recolhidas de uma forma faseada. "Isso significa que a Pitagórica, que está a fazer o trabalho de campo e o tratamento dos dados, acrescentará, todos os dias, 150 novas entrevistas, retirando as 150 recolhidas há mais tempo. No final, terão sido feitos cerca de 2700 inquéritos, recolhidos ao longo de 18 dias e publicados durante 14 dias", sublinha o JN.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI