Política Poroshenko convida Marcelo a visitar Kiev

Poroshenko convida Marcelo a visitar Kiev

O Presidente ucraniano felicitou Marcelo pela vitória de domingo e agradeceu o apoio de Portugal à soberania do país. Novo Chefe de Estado português disse que o País é um "aliado sincero" de Kiev.
Poroshenko convida Marcelo a visitar Kiev
Paulo Zacarias Gomes 29 de janeiro de 2016 às 14:03

O Presidente ucraniano, Petro Poroshenko, convidou o recém-eleito Chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa, a visitar Kiev.

O convite foi feito numa conversa telefónica entre ambos, que é esta sexta-feira noticiada pela agência Ukrinform no seu site, citando a assessoria de imprensa da Presidência ucraniana.

Durante a chamada, Poroshenko felicitou Marcelo pela vitória do passado domingo e destacou o apoio que Portugal tem dado à Ucrânia, nomeadamente no caso da integração da Crimeia na Rússia.

"O Chefe de Estado expressou gratidão a Portugal pelo apoio consistente à integridade territorial, soberania e aspirações de integração europeia da Ucrânia", refere a nota difundida na noite de quinta-feira.

Segundo o mesmo comunicado, Marcelo Rebelo de Sousa disse que Portugal é um "aliado sincero" da Ucrânia e "parceiro" nos seus anseios de integração no espaço comunitário.

A conversa incidiu ainda na melhoria da cooperação bilateral e sobre as preocupações da comunidade ucraniana residente em Portugal, a terceira em número de imigrantes e que em 2014 ascendia a 37.852 pessoas.

O poder eleito na Ucrânia (pró-europeu) e as forças pró-Rússia têm estado envolvidos em confrontos desde Fevereiro de 2014, quando foi deposto o Governo próximo de Moscovo. A relação entre os dois países conheceu um dos pontos mais tensos aquando da anexação do território da Crimeia por parte da Rússia, em Março de 2014.

Esta sexta-feira o presidente ucraniano estimou que 2.269 soldados do país já morreram desde a anexação daquela península e em resultado dos confrontos na fronteira leste.

Marcelo Rebelo de Sousa foi eleito o quinto Presidente da República do pós-25 de Abril com 52% dos votos nas eleições de 24 de Janeiro.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI