Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal eleito membro do Conselho Económico e Social das Nações Unidas

Portugal marca presença no ECOSOC a partir de 1 de janeiro de 2021, junto de outros 17 países eleitos hoje. O órgão tem um total de 54 Estados-membros.

Bloomberg
Lusa 18 de Junho de 2020 às 00:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Portugal foi eleito para fazer parte do Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC), com 182 votos, para um mandato de três anos a partir de 1 de janeiro.

Portugal marca presença no ECOSOC a partir de 1 de janeiro de 2021, junto de outros 17 países eleitos hoje. O órgão tem um total de 54 Estados-membros.

A missão permanente de Portugal junto da ONU já foi membro deste conselho entre 2015 e fim de 2017.

Para obter uma cadeira no conselho foram necessários a maioria de dois terços dos votos, ou seja, no mínimo 128 votos em caso de participação dos 193 membros das Nações Unidas.

Junto de Portugal, garantiram os seus lugares no ECOSOC a Alemanha, Argentina, Áustria, Bolívia, Bulgária, França, Guatemala, Ilhas Salomão, Indonésia, Japão, Libéria, Líbia, Madagáscar, México, Nigéria, Reino Unido e Zimbabué.

O ECOSOC foi criado em 1945, como um dos seis órgãos principais da ONU, e atua, em ligação a outras entidades da organização, para o desenvolvimento sustentável, em três dimensões principais: económica, social e ambiental.

Este órgão promove um fórum político de alto nível e um fórum de cooperação para o desenvolvimento, além de, todos os anos, estruturar o seu trabalho em torno de um tema anual de importância global para o desenvolvimento sustentável.

Também hoje foram escolhidos quatro membros não permanentes para o Conselho de Segurança, faltando um lugar para os Estados africanos. Assim, a Índia, Irlanda, México e Noruega passam a fazer parte do Conselho de Segurança no início do próximo ano, com um mandato de dois anos.

Quinta-feira será realizada uma nova votação para eleger o representante africano, entre Djibouti e Quénia, que não obtiveram hoje o mínimo de dois terços dos votos.

As eleições de hoje na ONU contemplaram também a presidência da Assembleia Geral, que a partir de setembro pertencerá ao turco Volkan Bozkir.

António Guterres foi eleito secretário-geral da ONU em 2016, tendo assumido o cargo no ano seguinte, com um mandato até 31 de dezembro de 2021.
Ver comentários
Saber mais ECOSOC Portugal ONU Conselho Económico e Social das Nações Unidas México Conselho de Segurança política
Mais lidas
Outras Notícias