Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Presidente angolano diz que a situação na Guiné-Bissau "é muito grave"

O Presidente da República de Angola classifica a situação que se vive na Guiné-Bissau como muito grave e defendeu hoje, numa conferência de imprensa conjunta com Cavaco Silva, que é preciso desenvolver iniciativas para fazer funcionar as instituições democráticas .

Celso Filipe cfilipe@negocios.pt 10 de Março de 2009 às 14:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Presidente da República de Angola classifica a situação que se vive na Guiné-Bissau como “muito grave” e defendeu hoje, numa conferência de imprensa conjunta com Cavaco Silva, que é preciso “desenvolver iniciativas para fazer funcionar as instituições democráticas”.

Eduardo dos Santos, além da Guiné-Bissau, referiu-se também a São Tomé e Príncipe, salientando que dos governos destes dois países correm “riscos”, sendo necessário “assegurar soluções para garantir a estabilidade daqueles territórios. Hoje mesmo foi a enterrar o corpo de Nino Vieira, Presidente da Guiné-Bissau, assassinado faz hoje uma semana.

No que toca aos países lusófonos, Cavaco Silva optou antes por pedir a Angola, que no próximo exercerá a presidência da CPLP (Comunidades dos Países de Língua Portuguesa), que assuma um papel activo na promoção do português, para que este se possa tornar língua oficial na ONU (Organização das Nações Unidas)

Ver comentários
Outras Notícias