Política PS alarga vantagem sobre a direita a três meses das legislativas

PS alarga vantagem sobre a direita a três meses das legislativas

A três meses das eleições legislativas de outubro, o Partido Socialista está a alargar a sua vantagem em relação aos partidos da direita.
PS alarga vantagem sobre a direita a três meses das legislativas
Pedro Ferreira
Negócios 13 de julho de 2019 às 11:49

A sondagem Expresso/SIC, feita pelo ICS e ISCTE, mostra que a diferença entre o PS e o PSD aumentou para 15 pontos, o que, para os autores do estudo, é já uma distância "estatisticamente significativa", mesmo que seja cedo demais para "ser interpretada como expressão de intenções de voto plenamente cristalizadas, e menos ainda como previsões de um futuro resultado eleitoral".

Face à sondagem de fevereiro, as intenções de voto do PS sobem de 37% para 38%, enquanto as do PSD caem de 25% para 23%, uma descida que não é capitalizada pelo CDS. Isto porque o partido de Assunção Cristas é mesmo o que mais cai, de 8% para 5%, igualando as intenções de voto do PAN, que sobem três pontos, mostra a sondagem publicada pelo Expresso.

À esquerda, acontece o oposto: o Bloco de Esquerda avança de 8% para 11%, e a CDU mantém-se estável, com 8% das intenções de voto.

Quanto à avaliação dos líderes a descida é generalizada, com exceção de Catarina Martins, que mantém uma avaliação global de 4,5 pontos em 10. Com nota superior só o primeiro-ministro António Costa, líder dos socialistas, que vê a sua avaliação descer 0,2 pontos face a maio para 5,4.

As maiores quedas de popularidade são protagonizadas por Assunção Cristas (-0,7 pontos), Santana Lopes (-0,6 pontos) e Rui Rio (-0,5 pontos).




Marketing Automation certified by E-GOI