Política PS, Bloco e CDS a caminho de ganhar um eurodeputado

PS, Bloco e CDS a caminho de ganhar um eurodeputado

PS, Bloco e CDS deverão ganhar força nestas eleições face a 2014, enquanto a CDU tem um eurodeputado ameaçado. O PSD deverá ter uma votação semelhante, mantendo o mesmo número de parlamentares.
PS, Bloco e CDS a caminho de ganhar um eurodeputado
Manuel Esteves 04 de março de 2019 às 08:00
Numa altura em que faltam menos de três meses para as eleições europeias, uma nova sondagem da Aximage indica que PS, Bloco de Esquerda e CDS deverão ganhar um eurodeputado. Um desses eurodeputados virá da CDU, que ficará reduzida a dois representantes, e os restantes dois vêm de formações mais pequenas que não deverão conseguir eleger qualquer deputado para o Parlamento Europeu.

Esta nova sondagem da Aximage, cujo trabalho de campo se realizou entre 5 e 10 de fevereiro, apresenta percentagens de voto bastante diferentes da realizada um mês antes. O PSD sobe de forma significativa, para 25% das intenções de voto, ao passo que a CDU cai bastante e o Bloco de Esquerda se reforça, passando à terceira posição.

No entanto, estas oscilações devem ser vistas com cautela dadas as características deste ato eleitoral. Como explica a Aximage numa nota que acompanha os resultados, estas eleições têm uma abstenção muito elevada, o que acaba por ter um impacto muito grande na amostra da sondagem (602 entrevistas efetivas). Merece especial prudência a leitura dos números relativos aos partidos menos grandes (Bloco, PCP e CDS) e também as projeções de eurodeputados feitas a partir da distribuição de indecisos.

Segundo este estudo de opinião, o PAN e os partidos sem assento parlamentar não conseguirão chegar ao Parlamento Europeu.

Segundo os números divulgados, cerca 62% dos inquiridos diz que irá abster-se nas eleições europeias, uma percentagem que quase duplica o que acontece no barómetro para as eleições legislativas (34%).

Os resultados desta última sondagem da Aximage seguem-se às projeções divulgadas pelo Parlamento Europeu na sexta-feira e que geraram alguma surpresa, sobretudo pela quebra da CDU (que elegeria apenas um eurodeputado) e subida do PS (para 10 parlamentares). Esta projeção assenta em estimativas da Aximage para as eleições legislativas, numa altura em que ainda não estavam disponíveis resultados para o Parlamento Europeu.

Por esta altura, já todos os principais partidos apresentaram o seu cabeça de lista às eleições europeias, que vão realizar-se no dia 26 de maio.

Ficha técnica

Universo: indivíduos inscritos nos cadernos eleitorais em Portugal com telefone fixo no lar ou possuidor de telemóvel.

Amostra:
aleatória e estratificada (região, habitat, sexo, idade, escolaridade, actividade e voto legislativo) e representativa do universo e foi extraída de um sub-universo obtido de forma idêntica. A amostra teve 602 entrevistas efectivas: 285 a homens e 317 a mulheres; 57 no Interior Norte Centro, 79 no Litoral Norte, 109 na Área Metropolitana do Porto, 112 no Litoral Centro, 165 na Área Metropolitana de Lisboa e 80 no Sul e Ilhas; 100 em aldeias, 161 em vilas e 341 em cidades. A proporcionalidade pelas variáveis de estratificação é obtida após reequilibragem amostral.

Técnica: Entrevista telefónica por C.A.T.I., tendo o trabalho de campo de corrido nos dias 5 a 10 de Fevereiro de 2019, com uma taxa de resposta de 72,9%.

Erro probabilístico: Para o total de uma amostra aleatória simples com 602 entrevistas, o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,020 (ou seja, uma "margem de erro" - a 95% - de 4,00%).

Responsabilidade do estudo: Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direcção técnica de Jorge de Sá e de João Queiroz.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI