Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PS mantém proposta no Parlamento sobre alojamento local

O grupo parlamentar do PS “não solicitou nem solicitará” a “retirada ou adiamento” do projecto-lei que quer obrigar condomínios a autorizar alojamento local, diz direcção do grupo Parlamentar. O Público escreve esta segunda-feira que António Costa se opõe frontalmente e o diploma não avança.

Miguel Baltazar/Negócios
Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt 17 de Julho de 2017 às 13:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

"Sendo embora uma iniciativa subscrita por dois deputados", a direcção do grupo parlamentar do PS "não solicitou nem solicitará a retirada ou adiamento" do projecto-lei que visa impor a obrigatoriedade de as assembleias de condóminos darem uma prévia autorização para a abertura de um alojamento local no prédio, afirmou ao Negócios fonte da direcção da bancada socialista.

 

A garantia surge em reacção à notícia, avançada esta segunda-feira, 17 de Julho, pelo Público segundo a qual o projecto-lei apresentado por Carlos Pereira e Filipe Neto Brandão não deverá ser sequer agendado para debate na Assembleia da República. O primeiro-ministro, escreve o jornal, "opõe-se frontalmente à sua aprovação, a qual choca com a estratégia do Governo para a Habitação".

 

"Entretanto entraram outras propostas e a decisão quanto ao tempo e modo será como a maioria deles determinar", limita-se a dizer agora a direcção do grupo parlamentar socialista, numa referência às propostas também apresentadas pelo PCP e pelo CDS-PP.

 

O projecto, recorde-se, deu entrada no Parlamento em Maio e suscitou desde logo alguma polémica. A questão não foi pacífica dentro da própria bancada socialista, embora a direcção nunca se tenha oposto abertamente ou desautorizado os dois deputados. Estes, aliás, sempre afirmaram que tinham concertado posições com a direcção da bancada e com o próprio Executivo.

 

Entretanto, também o CDS-PP e o PCP apresentaram propostas sobre a matéria, sendo que os comunistas propõem uma medida idêntica à do projecto dos socialistas. O Bloco de Esquerda tem também propostas para apresentar, mas só o deverá fazer já em Setembro, na próxima sessão legislativa. É público, porém, que está em desacordo com a hipótese de os condomínios passarem a ter nas mãos a possibilidade de autorizarem ou não que um proprietário possa arrendar a sua fracção a turistas, em regime de alojamento local.

 

Ou seja, o processo legislativo deverá seguir os seus trâmites, com discussão na especialidade e propostas de alteração apresentadas pelos vários partidos, mas, na prática, a versão final que venha no final a ser aprovada poderá ser bastante diferente da proposta inicial dos dois deputados socialistas, dependendo do que for concertado entre PS, PCP e Bloco e das propostas de alteração que entretanto venham a ser apresentadas até pelo próprio PS, se for o caso.

 

A nova secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho, que tomou posse na passada sexta-feira, deverá ter uma palavra importante a dizer, sendo certo que José Mendes, secretário de Estado do ambiente, que até agora tinha a pasta da habitação, não simpatizava com a ideia de dar este tipo de poderes aos condomínios. Uma posição, aliás, partilhada com a secretária de Estado do turismo.

 

Tendo em conta o grande desenvolvimento do Alojamento Local e as consequências que este está ater no mercado do arrendamento habitacional nos grandes centros urbanos, como Lisboa e Porto, o  Governo tem dado sinais de estar a estudar algumas medidas. E uma delas passará pelo aligeirar da fiscalidade para os proprietários que optem pela habitação permanente. O Público escreve também esta segunda-feira que, tal como o Negócios tinha adiantado, o Governo pretende legislar sobre IRS progressivo no arrendamento, no sentido de beneficiar os senhorios que optem por contratos de arrendamento de maior duração. 


Ver comentários
Saber mais PS Filipe Neto Brandão Carlos Pereira Habitação Ana Pinho Alojamento Local turismo
Mais lidas
Outras Notícias