Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PS é o único partido a subir nas intenções de voto e aumenta distância face ao PSD para 11 pontos

De acordo com o último estudo de opinião da Eurosondagem, o PS é o único partido que sobe, em Novembro, face ao mês de Outubro. O PSD e o MPT, agora órfão de Marinho e Pinto, são os partidos que mais descem.

Miguel Baltazar/Negócios
David Santiago dsantiago@negocios.pt 14 de Novembro de 2014 às 14:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 83
  • ...

O PS mantém a tendência de subida e se as eleições fossem agora seria o partido mais votado. A última projecção da Eurosondagem para a SIC e o Expresso mostra que os socialistas são o único partido que sobe face ao estudo de opinião realizado em Outubro, enquanto todos os restantes partidos com assento parlamentar caem relativamente ao mês anterior.

 

Assim, o PS sobe 2,1 pontos percentuais para 36,9% estando agora mais de 11 pontos à frente do partido liderado por Pedro Passos Coelho. O PSD alcança 25,3% das intenções de voto, assumindo-se como a força partidária com representação parlamentar que mais desce com uma queda de 0,9 pontos.

 

A CDU mantém a terceira posição e continua acima da fasquia dos 10%, apesar da ligeira descida de 0,1 pontos. A coligação liderada por Jerónimo de Sousa obtém 10,4% das intenções de voto.

 

Também a descer nas intenções de voto dos portugueses inquiridos pela Eurosondagem continuam os dois partidos que se sentam nos extremos do Parlamento. O PP desce 0,3 pontos para 7,7% das intenções de voto, enquanto o BE cai 0,4 pontos para 3,6%, o que lhes garantiria o quarto e quinto lugares, respectivamente.

 

Não representados na Assembleia da República, o Livre e o MPT também registam uma ligeira queda comparativamente com o estudo da Eurosondagem de Outubro. O partido liderado pelo ex-eurodeputado Rui Tavares desce uma décima para 1,5%, enquanto o MPT, entretanto órfão da figura mediática de Marinho e Pinto, que abandonou o partido, é aquele que regista a maior queda ao descer de 2,1 pontos para somente 1% das intenções de voto.

 

Cavaco Silva é o líder que mais desce e Paulo Portas o que mais sobe

 

Na avaliação feita aos líderes e órgãos de soberania, o estudo de opinião feito para a SIC e para o Expresso mostra que a popularidade do Presidente da República, Cavaco Silva, junto dos inquiridos, foi a que mais baixou. Ainda assim, apesar da descida de 2,5 pontos, Cavaco mantém um saldo global positivo com 2,7%.

 

Ainda em terreno positivo continua o líder comunista Jerónimo de Sousa com um saldo de 5,3%, depois de uma descida de quatro décimas face a Outubro. Já Paulo Portas, líder do PP e vice-primeiro-ministro, é o protagonista partidário que mais sobe (0,5 pontos percentuais) para uma avaliação positiva de 8,2%.

 

Também os líderes do PSD e dos bloquistas acentuam a avaliação negativa em Novembro. A avaliação feita ao primeiro-ministro Passos Coelho desce 1,1 pontos para um saldo global negativo de 12,7%. Já a avaliação feita à liderança bicéfala protagonizada por Catarina Martins e João Semedo perde nove décimas para os -7,9%. O nome de António Costa, que ainda não é formalmente o secretário-geral socialista, aguardando ainda pelas eleições directas do partido, não constou do estudo de opinião feito pela Eurosondagem.

 

Por fim, a avaliação dos inquiridos ao trabalho desempenhado pela Assembleia da República e pelo Governo continua a piorar. A análise ao Executivo desce um ponto para os -25,9% e à Assembleia cai 1,7 pontos para os -8,7%.

Ver comentários
Saber mais Eurosondagem PS PSD CDU PP BE Passos Coelho Catarina Martins João Semedo António Costa Rui Tavares Pedro Passos Coelho Cavaco Silva Paulo Portas
Outras Notícias