Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PS é o único partido a subir nas intenções de voto e aumenta distância face ao PSD para 11 pontos

De acordo com o último estudo de opinião da Eurosondagem, o PS é o único partido que sobe, em Novembro, face ao mês de Outubro. O PSD e o MPT, agora órfão de Marinho e Pinto, são os partidos que mais descem.

Miguel Baltazar/Negócios
David Santiago dsantiago@negocios.pt 14 de Novembro de 2014 às 14:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 83
  • ...

O PS mantém a tendência de subida e se as eleições fossem agora seria o partido mais votado. A última projecção da Eurosondagem para a SIC e o Expresso mostra que os socialistas são o único partido que sobe face ao estudo de opinião realizado em Outubro, enquanto todos os restantes partidos com assento parlamentar caem relativamente ao mês anterior.

 

Assim, o PS sobe 2,1 pontos percentuais para 36,9% estando agora mais de 11 pontos à frente do partido liderado por Pedro Passos Coelho. O PSD alcança 25,3% das intenções de voto, assumindo-se como a força partidária com representação parlamentar que mais desce com uma queda de 0,9 pontos.

 

A CDU mantém a terceira posição e continua acima da fasquia dos 10%, apesar da ligeira descida de 0,1 pontos. A coligação liderada por Jerónimo de Sousa obtém 10,4% das intenções de voto.

 

Também a descer nas intenções de voto dos portugueses inquiridos pela Eurosondagem continuam os dois partidos que se sentam nos extremos do Parlamento. O PP desce 0,3 pontos para 7,7% das intenções de voto, enquanto o BE cai 0,4 pontos para 3,6%, o que lhes garantiria o quarto e quinto lugares, respectivamente.

 

Não representados na Assembleia da República, o Livre e o MPT também registam uma ligeira queda comparativamente com o estudo da Eurosondagem de Outubro. O partido liderado pelo ex-eurodeputado Rui Tavares desce uma décima para 1,5%, enquanto o MPT, entretanto órfão da figura mediática de Marinho e Pinto, que abandonou o partido, é aquele que regista a maior queda ao descer de 2,1 pontos para somente 1% das intenções de voto.

 

Cavaco Silva é o líder que mais desce e Paulo Portas o que mais sobe

 

Na avaliação feita aos líderes e órgãos de soberania, o estudo de opinião feito para a SIC e para o Expresso mostra que a popularidade do Presidente da República, Cavaco Silva, junto dos inquiridos, foi a que mais baixou. Ainda assim, apesar da descida de 2,5 pontos, Cavaco mantém um saldo global positivo com 2,7%.

 

Ainda em terreno positivo continua o líder comunista Jerónimo de Sousa com um saldo de 5,3%, depois de uma descida de quatro décimas face a Outubro. Já Paulo Portas, líder do PP e vice-primeiro-ministro, é o protagonista partidário que mais sobe (0,5 pontos percentuais) para uma avaliação positiva de 8,2%.

 

Também os líderes do PSD e dos bloquistas acentuam a avaliação negativa em Novembro. A avaliação feita ao primeiro-ministro Passos Coelho desce 1,1 pontos para um saldo global negativo de 12,7%. Já a avaliação feita à liderança bicéfala protagonizada por Catarina Martins e João Semedo perde nove décimas para os -7,9%. O nome de António Costa, que ainda não é formalmente o secretário-geral socialista, aguardando ainda pelas eleições directas do partido, não constou do estudo de opinião feito pela Eurosondagem.

 

Por fim, a avaliação dos inquiridos ao trabalho desempenhado pela Assembleia da República e pelo Governo continua a piorar. A análise ao Executivo desce um ponto para os -25,9% e à Assembleia cai 1,7 pontos para os -8,7%.

Ver comentários
Saber mais Eurosondagem PS PSD CDU PP BE Passos Coelho Catarina Martins João Semedo António Costa Rui Tavares Pedro Passos Coelho Cavaco Silva Paulo Portas
Mais lidas
Outras Notícias