Política PSD: Dois terços da execução orçamental foram alcançados através da redução da despesa

PSD: Dois terços da execução orçamental foram alcançados através da redução da despesa

Os sociais democratas consideram que o resultado do Orçamento do Estado de 2014 é "bom não só para o Governo, mas para Portugal". Estes números são também um "bom cartão de visita" para o ano de 2015.
PSD: Dois terços da execução orçamental foram alcançados através da redução da despesa
Correio da Manhã
André Cabrita-Mendes 23 de janeiro de 2015 às 18:11

"Quem deve estar satisfeito são os portugueses. Portugal cumpriu de forma muito eficaz os objectivos para o país", disse o deputado do PSD, Duarte Pacheco, esta sexta-feira, 23 de Janeiro.

 

"O défice ficou 1.700 milhões de euros abaixo do de 2013 superando as estimativas aquando da apresentação do Orçamento do Estado", apontou.

  

O social democrata reagiu assim aos números da execução orçamental de 2014, revelados hoje pelo Ministério das Finanças. O ano passado foi fechado com um défice 655 milhões de euros abaixo da meta fixada.

 

O deputado sublinhou que a execução orçamental foi alcançada em "dois terços pela redução de despesa e em um terço através do aumento de receitas. O défice caiu 2.700 milhões, e 700 milhões recorrem de mais receita".

 

"Os portugueses pagaram mais impostos porque há mais emprego, mais contribuintes, mais actividade económica. O Governo fez a sua parte, conteve a despesa pública. São resultados bons para os portugueses", afirmou.

 

Os números do Orçamento do Estado do último ano são assim "um bom cartão de visita para o presente ano. O défice vai ficar abaixo da meta de 4% que está estimado".

 

Isto vai permitir que Portugal saia do "procedimento por défice excessivo", o que vai permitir ao país retomar a "plenitude da sua recuperação económica".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI