Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Moreira da Silva: PSD lamenta que PS “só queira eleições”

Moreira da Silva diz que é preciso que o maior partido da oposição esclareça se defende a conclusão do memorando e o regresso aos mercados ou se pretende pedir um segundo resgate à troika.

Negócios 06 de Junho de 2013 às 12:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • 49
  • ...

Jorge Moreira da Silva, vice-presidente do PSD, lamentou nesta quinta-feira, 6 de Junho, que o PS tenha “desistido” de se envolver na “resolução dos problemas dos portugueses” e que esteja apenas apostado em provocar eleições antecipadas, num momento em que “Portugal precisa de estabilidade e perseverança”.

 

“O que eu ouvi do PS é que pretende eleições e tem uma certa vertigem pela necessidade de um acto eleitoral e que desistiu de responder às matérias de hoje”.

 

Falando no final de um encontro com Alberto Martins, membro do secretariado nacional do PS que tem vindo a reunir com os partidos com assento parlamentar, Moreira da Silva acusou o maior partido da oposição de não explicar as alternativas que tem para o país. Em particular, acusou, o PS continua a não esclarecer se defende a conclusão do memorando e o regresso aos mercados – e se sim, se defende que se cumpram as metas orçamentais reduzindo a despesa ou aumentando impostos – ou se quer pedir um segundo resgate à troika o que implicaria “mais austeridade por mais tempo”.

 

“Esta é uma matéria essencial” e “não conseguimos obter respostas do PS quanto à sua posição sobre a limitação temporal do memorando”. “A estratégia do PSD e do Governo é clara: queremos concluir o memorando em Junho de 2014 e regressar o mais rapidamente possível aos mercados para recuperar liberdade de escolhas”, acrescentou.

Ver comentários
Saber mais PS PSD troika eleições resgate
Outras Notícias