Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

"2012 será um ano de grandes mudanças e transformações"

Pedro Passos Coelho, na sua mensagem de Natal aos portugueses, sublinhou a necessidade das muitas reformas estruturais para executar.

Negócios negocios@negocios.pt 25 de Dezembro de 2011 às 21:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, recordou hoje que o Natal é uma festa de paz, de tolerância, de dádiva, de partilha e de entreajuda e apelou a que se aproveite esta quadra natalícia “para recobrar o fôlego para as grandes tarefas que nos aguardam”.

Segundo o chefe do Governo, 2012 será um ano determinante para todos os portugueses. “Será determinante porque temos muitos compromissos para honrar, muitos objectivos orçamentais e financeiros para cumprir, mas sobretudo porque temos muitas reformas estruturais para executar”.

A orientação geral de todas essas reformas será a democratização da nossa economia, salientou Passos Coelho na sua mensagem de Natal aos portugueses. “Queremos colocar as pessoas, as pessoas comuns com as suas actividades, com os seus projectos, com os seus sonhos, no centro da transformação do País. Queremos que o crescimento, a inovação social e a renovação da sociedade portuguesa venha de todas as pessoas, e não só de quem tem acesso privilegiado ao poder ou de quem teve a boa fortuna de nascer na protecção do conforto económico”.

“Queremos que estas reformas nasçam de baixo para cima, queremos criar as condições para que todos os Portugueses, cada um dos Portugueses, nas suas escolhas, com o seu trabalho, com as suas capacidades, construa o seu próprio futuro e, em conjunto, o futuro de todos”, declarou Passos Coelho.

Um dos objectivos prioritários do programa de reforma estrutural do Governo consiste na recuperação e no fortalecimento da confiança, referiu o primeiro-ministro, sublinhando que “a confiança é um activo público, é um capital invisível, é um bem comum, determinante para o desenvolvimento social, para a coesão e para a equidade”.

Passos Coelho finalizou com um voto de confiança, dizendo que “este Natal temos razões para olhar de frente o futuro com esperança porque sabemos o que queremos. E porque sabemos que os portugueses têm sido corajosos e que o seu esforço vai valer a pena”.

Leia aqui na íntegra a Mensagem de Natal do primeiro-ministro.
Ver comentários
Saber mais Passos Coelho mensagem de Natal
Outras Notícias