Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Rajoy afirma que não cumpriu programa do PP porque Espanha estava em risco de ruir

Mariano Rajoy enfrenta oposição interna no PP e explica que não cumpriu o programa do partido porque Espanha estava em risco de ruir. Sem uma subida dos impostos, o país teria destruído mais 1 milhão de empregos, justifica o primeiro-ministro.

Espanha e eleições na Grécia dominam atenções esta semana
Rita Dias Baltazar rbaltazar@negocios.pt 06 de Maio de 2013 às 17:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, explica que não cumpriu o programa do Partido Popular (PP), porque Espanha enfrentava o perigo de ruir, segundo o jornal “El País”.

 

Rajoy afirmou, em resposta a Esperanza Aguirre (Presidente do PP), que sem uma subida dos impostos mais um milhão de pessoas se somaria aos 6 milhões de desempregados que Espanha registou. O actual líder do Executivo espanhol justificou numa reunião do Comité Executivo Nacional que sem os “ajustes” que efectuou Espanha teria necessitado intervenção externa.

 

“Quando o Governo possa, baixará os impostos”, garantiu o líder espanhol, porém a “prioridade era evitar uma intervenção”, lembrou. O ano de 2015 foi apontado “como limite” para esta descida, segundo o “El País”. Aguirre tinha exigido que Rajoy descesse o imposto sobre o rendimento.

 

A número dois do Partido Popular, María Dolores Cospedal, nega que as críticas da presidente do PP estejam a produzir um debate interno sobre as medidas a implementar, no país.

 

As críticas a Rajoy dentro do partido crescem num momento em que o primeiro-ministro de Espanha teve de reconhecer que o país terá uma taxa de desemprego superior no final do seu mandato do que quando o iniciou.

 

Sobre a proposta feita pelo PSOE, principal partido da oposição, para um pacto nacional, Mariano Rajoy garantiu que o Governo “está disposto a todos os pactos que suponham voltar à política económica que nos trouxe até aqui”. Medidas de maior endividamento, conseguidas através desse pacto foram recusadas pelo líder espanhol.

 

Ver comentários
Saber mais Mariano Rajoy Espanha Partido Popular
Mais lidas
Outras Notícias