Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Relvas: "Vou sair mais forte deste caso"

Ministro-adjunto parece acreditar que sobreviverá à pressão, vinda inclusive do PSD, para que se demita ou seja demitido por Passos Coelho.

Negócios negocios@negocios.pt 28 de Maio de 2012 às 10:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 36
  • ...
"Vou sair mais forte deste caso", diz Miguel Relvas, numa curta e singular declaração ao jornal "i".

O braço direito do primeiro-ministro Passos Coelho parece assim acreditar na possibilidade de escapar à pressão oriunda dos partidos da oposição, mas também do interior do próprio PSD, para que se demita, na sequência das aparentes contradições sobre desde quando, e em que contexto, conhecia o ex-espião Jorge Silva Carvalho, antigo funcionário da Ongoing que alegadamente continuou a pedir informações a "amigos" das secretas a benefício da empresa de comunicação de Nuno Vasconcellos.

Ontem, Marcelo Rebelo de Sousa reiterou que Miguel Relvas terá que se demitir, ou ser convidado a
sair do Governo, se se confirmar que falou sobre a vida privada da jornalista do "Público", ou se for revelado que conhecia mais sobre Silva Carvalho do que disse no Parlamento.

Miguel Relvas "continua num estado de grande fragilidade, não chega a ser semi-morto mas fica próximo disso", disse Marcelo no habitual espaço de comentário semanal na TVI, acrescentando que Relvas está num estado de "fragilização terrível".

Depois de fazer a avaliação do primeiro ano do Executivo de Passos Coelho, o professor considerou mesmo que Relvas é o "berbicacho número um do governo". Retirar Relvas do Governo "tem um custo monumental", mas não o fazer também "tem um custo enorme", pois será "mante-lo morto".

Afirmando que nenhum primeiro-ministro gosta de fazer remodelações, Marcelo prevê que Passos Coelho vai tentar gerir este assunto "depreciando o caso a ver se ele se esquece".

Marcelo confessou-se "surpreendido pelo grau de desgaste [de Relvas] num ano de governo", pois "não esperava que pagasse um preço tão elevado pelos casos" em que se viu envolvido.
Ver comentários
Saber mais Relvas mais forte expião Público Silva Carvalho
Outras Notícias