Política Rio reúne-se com Marcelo para discutir crise do PSD

Rio reúne-se com Marcelo para discutir crise do PSD

A pedido de Rui Rio, o Presidente da República encontra-se esta noite, no Porto, com o líder social-democrata para avaliar a agitação interna no PSD. Rio foi hoje desafiado por Montenegro a marcar eleições diretas para a liderança do partido. Marcelo tem defendido a importância de haver uma oposição forte.
Rio reúne-se com Marcelo para discutir crise do PSD
José Sena Goulão/Lusa
David Santiago 11 de janeiro de 2019 às 19:42

Rui Rio e Marcelo Rebelo de Sousa estão reunidos no Porto, avançou o Expresso e confirmou o Negócios. O encontro serve para ambos conversarem acerca da situação delicada que se vive no PSD, numa altura em que Luís Montenegro assumiu querer liderar o partido, desafiando o atual líder social-democrata a marcar eleições diretas.

Aproveitando a viagem oficial do Presidente da República à cidade invicta, Rio aproveitou para solicitar este encontro, que já decorre no hotel Sheraton desde as 19:30.

Segundo apurou o Negócios, junto de fonte presidencial, a reunião foi solicitada pelo próprio presidente do PSD. Nesta altura não há ainda nenhuma decisão tomada quanto a eventuais declarações aos jornalistas depois do encontro, o que só será decidido no decurso da conversa entre ambos.

No entanto, Marcelo tem prevista uma declaração às 20:30 na Casa da Música, podendo aproveitar essa ocasião para abordar a crise do PSD.

Esta quinta-feira, quando era já certo que hoje Montenegro iria anunciar a intenção de liderar o PSD, Marcelo Rebelo de Sousa rejeitou comentar as lides internas do partido de que foi líder, embora repetindo a ideia várias vezes enunciada desde que chegou a Belém de que considera importante haver um Governo e oposições fortes.

A vice-presidente do PSD, Isabel Meirelles, já criticou duramente Montenegro pela promoção deste "golpe de Estado", tendo-o feito em nome pessoal, esclareceu.

Além do antigo presidente do grupo parlamentar, também o deputado Miguel Morgado se mostrou disponível para disputar a liderança do PSD. Já o antigo presidente da JSD, Pedro Duarte, que em agosto disse ao Expresso querer liderar o partido, considera que um eventual afastamento de Rio é um passo na direção certa, sem esclarecer se pretende, ou não, avançar.

(Notícia atualizada às 19:55 com mais informação)




pub