Política Rui Moreira: "O que Mortágua quer é que o Porto encha os bolsos dos ricos" para depois serem taxados

Rui Moreira: "O que Mortágua quer é que o Porto encha os bolsos dos ricos" para depois serem taxados

Rui Moreira não deixa Mariana Mortágua sem resposta. O autarca do Porto acusa a deputada bloquista de querer que "o Porto encha os bolsos dos seus ricos para ela os poder sacar para os cofres do Estado."
Rui Moreira: "O que Mortágua quer é que o Porto encha os bolsos dos ricos" para depois serem taxados
Ricardo Castelo
Negócios 21 de setembro de 2016 às 12:06

Rui Moreira respondeu a um artigo de opinião de Mariana Mortágua, onde a bloquista teceu fortes críticas ao autarca do Porto. Moreira acusa agora a deputada do Bloco de Esquerda de querer que o Porto devolva impostos aos mais ricos para que depois estes sejam recuperados pelo Estado.

 

"O que diz Mortágua? Quer que eu baixe o IRS, nos 5% que revertem para o Porto. Parece-me uma sugestão direitista. É que 70% do imposto é pago por 10% dos portugueses; os ditos ‘ricos’", afirma Moreira no artigo publicado esta quarta-feira, 21 de Setembro.

"O que Mortágua quer é que o Porto encha os bolsos dos seus ricos para ela os poder sacar para os cofres do Estado. É por isso que repito: o seu pseudoimposto é um duplo saque: aos contribuintes e aos municípios. O IMI é receita municipal e o Porto não quer nem precisa de sobretaxas", concluiu.

 

"Não se pode agradar a todos, Rui Moreira". É assim que se intitula o artigo de opinião de Mariana Mortágua, de terça-feira, onde a bloquista respondeu ao presidente da Câmara do Porto, que na semana passada publicou um artigo de intitulado "O saque Mortágua". Neste artigo, Rui Moreira criticou o imposto sobre o património considerando que se trata de "um saque aos contribuintes, mas também aos municípios, que deveriam ter a possibilidade de definir, livremente, as taxas, sobretaxas, discriminações e isenções de um imposto cuja receita, por definição, é sua e deveria poder ser usada de acordo com as suas estratégias de desenvolvimento."

 

Mariana Mortágua critica Rui Moreira, considerando que a posição do autarca é contraditória, já que critica a implementação do imposto e ao mesmo tempo critica o facto de esta taxa não ir para os cofres das autarquias, mas sim do Estado. "A parte divertida da crítica de Rui Moreira é a exigência de receber no município a receita do tal ‘saque’ que veio denunciar", disse. 

 

"Se Rui Moreira estivesse preocupado com a actual carga fiscal de todos os seus munícipes - e não apenas dos muito ricos - já podia ter feito uma coisa muito simples: através da Câmara do Porto, podia devolver 5% do IRS aos seus habitantes, tal como muitos autarcas decidem fazer por todo o país. Mas a verdade de Rui Moreira é que preside a um dos municípios que saca para si a totalidade desta percentagem de IRS que poderia distribuir. Como diria Rui, é o ‘saque Moreira’...", acusa a deputada do Bloco de Esquerda.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI