Política Seguro: "Queremos pagar a dívida"

Seguro: "Queremos pagar a dívida"

O líder socialista defende que "Portugal deve pagar a sua dívida" mas que também "deve ter condições para o fazer".
Seguro: "Queremos pagar a dívida"
Bruno Simão/Negócios
Negócios 07 de junho de 2013 às 09:42

Numa entrevista ao jornal "Público", António José Seguro diz recusar uma solução semelhante aos “haircuts” que foram aplicados na Grécia. “Em relação à dívida, a minha resposta é europeia: mutualização de parte da dívida. Isso traria dois efeitos: a nossa dívida baixava para os 60% e o nosso financiamento nos mercados era mais favorável, pagando menos juros.”

 

O secretário-geral do PS acha que a Europa no seu conjunto beneficiaria de financiamento mais barato de “negociar a dívida em conjunto”.

 

No que diz respeito ao Memorando de Entendimento, mais uma vez, Seguro recusa rasgar o documento. “O país obrigou-se a determinadas metas e definiu um instrumento para lá chegar: o memorando”, afirma, acrescentando que ele “foi ficando desactualizado”.

 

“O que nós dizemos é: desta forma não, mas as metas queremos cumprir. Pagar a dívida e honrar os nossos compromissos no âmbito da Zona Euro.”




pub

Marketing Automation certified by E-GOI