Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sócrates garante que não serão apresentadas medidas adicionais em 2011 (act.)

O primeiro-ministro garantiu que o Executivo não vai apresentar mais medidas de austeridade este ano.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 15 de Março de 2011 às 21:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 32
  • ...
Em entrevista à SIC, José Sócrates rejeitou um cenário de crise política em Portugal e afirmou que espera que os partidos da oposição "caiam em si".

"Não acredito em crises políticas. Uma crise política seria muito prejudicial para o país. Agravaria os riscos de financiamento e levaria Portugal a pedir ajuda externa. Estou há semanas a tentar evitar essa possibilidade", afirmou José Sócrates.

Questionado sobre o que faria se a Assembleia da República (AR) votasse contra o Plano de Estabilidade e Crescimento, Sócrates referiu apenas que nesse caso o Parlamento "está a dizer ao Governo que não tem condições para continuar a governar".

O primeiro-ministro respondeu às acusações de deslealdade feitas pelo líder do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmando que "teria sido desleal com o País se não tivesse feito o que fiz". "Fui desleal em quê? Quando faço o que é o meu dever", afirmou Sócrates.

"Ou ganhamos a confiança das instituições europeias e dos mercados financeiros ou a alternativa é a ajuda externa. E isso é muito pior do que as medidas que estamos a apresentar", disse o primeiro-ministro.

Questionado se, em algum momento, após o discurso de tomada de posse de Cavaco Silva ponderou demitir-se, Sócrates afirmou que não está agarrado ao poder. "Encaro a minha passagem na vida política com muito desprendimento. O que me motiva é a defesa do meu país."

Quanto ao discurso de Cavaco Silva na Assembleia da República, o primeiro-ministro afirmou "que a autoridade do Presidente da República “reside na sua isenção". "Um Presidente da República para ter força não deve permitir que os seus discursos sejam instrumentalizados por ninguém", defendeu.

Ver comentários
Saber mais José Sócrates medidas de austeridade
Mais lidas
Outras Notícias