Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Soares compara legitimidade do Governo à de Hitler e Mussolini

O ex-presidente da República Mário Soares escreve esta sexta-feira num artigo de opinião, no jornal “Público”, que o Governo “anticonstitucional” está a destruir o país, o Estado Social, e a democracia. Apesar de referir, que o Executivo liderado por Passos Coelho é "legítimo" por ter saído de eleições, refere que “Hitler e Mussolini também foram eleitos e isso não os impediu de produzir os estragos que são conhecidos”.

Negócios negocios@negocios.pt 03 de Maio de 2013 às 10:03
  • Partilhar artigo
  • 44
  • ...

Referindo-se ao esperado corte nas despesas sociais, que Passos Coelho deverá anunciar, Mário Soares diz: "É de loucos. E há quem pense que este Governo, anti-constitucional, está a destruir o país, o Estado social e a democracia, como é evidente, é legítimo porque foi eleito. Esquecerá, essa luminária, que Hitler e Mussolini também foram eleitos e isso não os impediu de produzir os estragos que são conhecidos?"

 

O fundador do PS, num tom muito crítico, num texto intitulado “Dia do Trabalhador”, questiona o que pensará o primeiro-ministro e os restantes elementos do Governo quanto ao futuro, e responde com uma acusação. “Certamente julgam que vão poder fugir para o estrangeiro, porventura bem providos de dinheiro que amealharam, enquanto o tiraram ao povo?”

 

A atenção de Soares vai também para o ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, que apelida de “Paulinho das Feiras”, a quem indaga: “Pensará que é tão ou mais responsável que os outros ministros do Governo a que pertence, que pode voltar a dar beijinhos às peixeiras e a fazer-lhes promessas? Julgará que as mulheres dos mercados e das feiras são parvas?”. O articulista defende ainda que a Portas falta coragem, e que se fica apenas pelas ameaças, que diz serem meras palavras.

 

A Passos Coelho cataloga de “demagogo”, que ignora a fome de milhares de homens e mulheres, “que são obrigados a ir buscar alimentos aos caixotes de lixo e outros a emigrarem....” Para Mário Soares, o primeiro-ministro ignora as pessoas, só sabe falar de dinheiro, e “mal”, e que já só diz coisas “contraditórias”, em que ninguém “de bom senso acredita”. “Será que sendo assim ainda algum responsável o pode respeitar ou sequer tomar a sério quanto ao que se diz?”

 

Para Mário Soares o único sustentáculo do Governo é o Presidente da República, e pede a Passos Coelho que “tenha vergonha” para que saia enquanto é tempo.

Ver comentários
Saber mais Mário Soares política Passos Coelho
Outras Notícias