Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sócrates não gosta de primárias e considera-as má solução para o partido

O ex-secretário-geral dos socialistas José Sócrates disse hoje que não gosta da solução de eleições primárias para a escolha do candidato do partido a primeiro-ministro e que esta é uma má solução para o partido neste momento.

23 de Março de 2011 – Sócrates apresenta a sua demissão a Cavaco Silva, depois dos partidos da oposição terem chumbado o PEC IV
Pedro Elias
Lusa 01 de Junho de 2014 às 22:36
  • Partilhar artigo
  • 43
  • ...

Para José Sócrates, esta [eleições primárias] é uma "má solução para o Partido Socialista" neste momento.

 

"Eu não gosto da solução, mas parece-me muito pior neste tempo", disse José Sócrates no seu comentário semanal na RTP1, sublinhando que este tipo de eleições "nunca" lhe foi "simpática" e que a sua opinião nem sequer é desconhecida de todos os militantes do Partido Socialista (PS).

 

Para o antigo primeiro-ministro, as eleições primárias pressupõem algumas questões que ficam sem resposta.

 

"Como se define um simpatizante do Partidos Socialista", "como é que se atesta" que alguém é simpatizante do PS são, segundo Sócrates, algumas dessas questões.

 

"Suponhamos que poder-se-á dizer que podemos considerar simpatizante do PS alguém que é suportado pela declaração de dois militantes".

 

"Se vamos para isso, então com a situação que está agora criada converteremos as duas facções, de um lado e do outro de militantes, em arrebanhadoras de simpatizantes", argumentou.

 

"Isso quer dizer que a partir do momento em que for definido o universo eleitoral vão todos em busca de simpatizantes para que votem no seu candidato", disse.

 

Razão por que, para Sócrates, a solução das primárias lhe parece "absolutamente extraordinária e uma barafunda".

 

O ex-primeiro-ministro mostrou-se, contudo, "aberto" para discutir essa solução que sempre lhe suscitou "as maiores dúvidas".

 

"Peço a todos que reflictam", acrescentou, sublinhando que a escolha em eleições primárias "é uma má solução para o Partido Socialista neste momento".

 

Invocou, a propósito, os estatutos do Partido Socialista, segundo os quais um militante que se tenha inscrito há um mês não pode votar.

 

"E como é que esse militante que se inscreveu há um mês atrás não pode votar e um simpatizante de base é inscrito a partir de agora e já pode votar?", questionou.

 

"Eu vejo isto uma enorme barafunda", disse, aconselhando "muita prudência e muito bom senso".

 

Sócrates sustentou ainda que a escolha do candidato do partido a primeiro-ministro em eleições primárias acarreta também problemas de "legitimidade" e de bicefalia.

 

Quanto à bicefalia, sustentou, considerando não estar sequer "ultrapassado" com a declaração de hoje da direcção do PS, segundo a qual António José Seguro poderá demitir-se caso seja derrotado nas primárias.

 

"Então ainda percebo menos, a confusão só aumenta. Havia um problema e a solução para isso é com a demissão. Se isso é assim então porque não fazemos essas primárias para secretário-geral e para candidato a primeiro-ministro ao mesmo tempo?", questionou.

 

Para Sócrates, outro do problema das primárias consiste em estar-se a "definir as regras do jogo" no "momento em que o jogo já começou".

 

"Parece-me ser uma aventura em que o Partido Socialista se vai meter", considerou.

 

Aconselhou, por isso, aos socialistas "muita prudência", que troquem umas ideias sobre o assunto e que não se precipitem, porque o pior que podia acontecer ao PS é uma barafunda quanto aos cadernos eleitorais".

 

No que respeita às lideranças bicéfalas, alegou que tiveram sucesso em poucos sítios e que na maior parte dos casos só conduziram a barafunda e a conflitos.

 

A título de exemplo usou a bicefalia do Vaticano, considerando tratar-se de uma "metáfora apropriada".

 

"No Vaticano temos um papa emérito e um papa em efectividade de funções, mas isto só funciona porque o papa emérito está retirado em oração e faz todo o possível para não criar nenhum problema, ora eu não estou a ver que um secretário-geral do Partido Socialista escolhido pelos seus militantes se retirasse agora em oração para a Capela do Rato", concluiu.

 

Ver comentários
Saber mais Sócrates primárias partido
Outras Notícias