Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Surpresa Miguel Relvas dividiu os militantes do PSD

Se toda a gente esperava que Paulo Rangel fosse o candidato do PSD e do CDS às europeias (independentemente de ser anunciado no congresso ou não), ninguém estava à espera que Miguel Relvas voltasse tão rapidamente à política.

João Miguel Rodrigues/Correio da Manhã
Negócios 24 de Fevereiro de 2014 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 18
  • ...

Dez meses depois de se ter demitido por causa da sua licenciatura, o ex-ministro adjunto, e braço-direito de Passos Coelho, está de volta à política activa. Vai liderar o Conselho Nacional do PSD, o órgão máximo entre congressos e responsável pelo contacto permanente com as bases do partido. O anúncio foi recebido com enorme surpresa no Coliseu dos Recreios.

 

Nas eleições para os órgãos nacionais, ontem de manhã, Relvas recebeu um cartão amarelo dos militantes: a lista A para o Conselho Nacional só conquistou 26% dos lugares e 23% dos votos. A lista de Passos Coelho só detém 18 dos 70 lugares deste órgão.

Ver comentários
Saber mais Miguel Relvas Conselho Nacional do PSD Passos Coelho política
Outras Notícias