Política “Tenho tomado ben-u-ron esta tarde porque o barulho que aqui fazem é insuportável”

“Tenho tomado ben-u-ron esta tarde porque o barulho que aqui fazem é insuportável”

Passos Coelho acabara de sair do palco do Coliseu dos Recreios, depois de anunciar os nomes das suas listas para os órgãos nacionais. Raul Duarte ocupou o seu lugar. Mas antes de intervir, o congressista exaltou-se com o facto de estar muita gente a sair da sala.
Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios Miguel Baltazar/Negócios

Foi um dos episódios deste sábado, o segundo dia do XXXV Congresso do Partido Social Democrata. O protagonista foi Raul Duarte. O desconhecido congressista, de Leiria, queria falar. Mas o barulho era tanto que teve de se exaltar para poder utilizar da palavra. 

 

Pedro Passos Coelho abandonara o palco do Coliseu dos Recreios poucos momentos antes. Tinha anunciado o regresso de Miguel Relvas ao PSD: será o próximo presidente do conselho nacional. Tinha anunciado os nomes dos seus candidatos para os órgãos nacionais. Palmas, gritos de PSD por parte dos participantes. 

 

O primeiro-ministro sentou-se na sua cadeira, na primeira fila, mas muitos dos militantes que o aplaudiram preparavam-se para sair da sala. Outros ficaram a trocar impressões com os parceiros do lado. Para o palco, foi chamado o congressista Raul Duarte.

 

“Companheiros”, começou por dizer. Com o som das conversas bastante audível, e com metade da sala já em pé, Raul Duarte indignou-se e alterou o tom de voz: “Tenho tomado ben-u-ron esta tarde porque o barulho que aqui fazem é insuportável. É de um grande desrespeito”. “Isto não é admissível”, acrescentou.

 

Raul Duarte fez o seu discurso, as pessoas foram abandonando a sala. Ficaram ainda muitos a ouvir. Mas Fernando Ruas, presidente da mesa, que organizou os trabalhos do Congresso, concordou. “Renovo o apelo do congressista. Podemos sair de forma silenciosa”. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI