Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Turismo espanhol já saiu a ganhar com revoltas no norte de África

A região das Canárias foi a que recebeu mais turistas internacionais em Espanha, já que foram para aí direccionados os visitantes com destino para o Egipto e para a Tunísia.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 22 de Fevereiro de 2011 às 14:05
O norte de África está a sentir instabilidade social há cerca de um mês e os turistas estão a evitar essas zonas de conflito. Os países ibéricos foram logo apontados como uma região que poderia sair a ganhar com a situação. Espanha soube hoje que isso passou de uma possibilidade a uma concretização.

O território espanhol recebeu em Janeiro um total de 2,66 milhões de turistas vindos de fora do país. São mais 119 mil turistas internacionais do que em relação ao período homólogo, naquele que é um aumento de 4,7%, segundo os dados difundidos pelo ministério da Indústria, Turismo e Comércio espanhol.

Segundo o “El Mundo”, o próprio ministro Miguel Sebastián, em declarações à TVE, afirmou que o turismo espanhol saiu realmente beneficiado, de alguma forma, com a crise no Egipto e na Tunísia.

Grande parte do avanço no número de turistas deveu-se aos visitantes das Canárias. Os operadores turísticos têm estado a redireccionar os visitantes para as ilhas, na sequência das revoltas em África, região para onde estavam previstas essas viagens.

O número de turistas estrangeiros nas Canárias cresceu 8,8% para 70 mil turistas face a Janeiro de 2010. O governo da região prevê, de acordo com o “Cinco Días”, poder vir a receber até 300 mil visitantes em Fevereiro e Março.

Ver comentários
Saber mais Turismo Espanha Canárias Egipto Tunísia turismo internacional
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio