Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PSOE lidera intenções de voto em Espanha

O partido liderado pelo actual primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, segue em segundo lugar nas últimas sondagens, com o PSOE a liderar as intenções de voto. No entanto, e considerando a margem de erro desta consulta popular, verifica-se um empate técnico. Está tudo em aberto para as eleições gerais de Dezembro.

Reuters
Inês F. Alves inesalves@negocios.pt 21 de Setembro de 2015 às 10:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...

O Partido Socialista espanhol (PSOE) lidera as intenções de voto, ficando à frente do Partido Popular (PP) por uma pequena margem, noticia esta segunda-feira, 21 de Setembro, o El País.

A sondagem da Metroscopia sobre o clima político em Espanha, efectuada entre 7 e 11 de Setembro, coloca o PSOE, liderado por Pedro Sanchez (na foto), na liderança, somando 24,6% das intenções de voto, com 1,2 pontos a mais do que o PP, que somou 23,4% das intenções de voto. Todavia, assinala o El País, estes resultados reflectem um empate técnico, uma vez que a margem de erro desta sondagem é de 2,4%.

Juntos, os dois partidos reúnem 48% das intenções de voto, o melhor valor Novembro de 2014, com o surgimento do Podemos e o ressurgir do Ciudadanos, escreve o jornal espanhol.

Segundo esta sondagem, o Podemos captaria 18,6% dos votos, e o Ciudadanos conquistaria 16,1%. Juntos, estes partidos emergentes somam 34,7% das intenções de voto.

Neste cenário, a Nova Esquerda Unida, de Alberto Garzón, que reuniu 5% das intenções de voto, estaria no limite para consquistar lugar no Parlamento.

Os últimos quatro anos, em que Mariano Rajoy e o PP governaram com maioria absoluta, "vacinaram" uma grande parte do eleitorado, escreve o El País, salientando que 67% dos inquiridos estão inclinados para um Governo de coligação.

Dentro dos votantes do próprio PP, apenas 65% se manifestaram a favor de repetir uma maioria absoluta.

As próximas eleições gerais em Espanha acontecem em Dezembro deste ano.

Ver comentários
Saber mais PSOE PP El País Espanha Nova Esquerda Unida Alberto Garzón Mariano Rajoy política eleições gerais
Outras Notícias