Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sócrates: PSD protagoniza "campanha de ressentimento"

O secretário-geral do PS acusou o PSD de pretender apenas "vingar-se do PS por o PS ter ganho as últimas eleições".

Lusa 30 de Maio de 2011 às 07:50
  • Partilhar artigo
  • 11
  • ...
O secretário-geral do PS, José Sócrates, acusou o PSD de levar a cabo uma "campanha do ressentimento", parecendo pretender apenas "vingar-se do PS por o PS ter ganho as últimas eleições".

"Esses que não aprenderam nada, esses que não esquecem nada, a campanha que estão a fazer é a campanha do ressentimento, até parece que não querem ganhar as eleições, querem é vingar-se do PS por o PS ter ganho as últimas eleições no nosso país", disse, num jantar comício em Fafe.

Perante uma audiência que encheu o pavilhão multiusos local, Sócrates voltou a deplorar os que "querem fazer desta campanha uma campanha de insultos e de ataques".

"Esses não aprenderam nada nem esqueceram nada. Que tristeza. O que eles dizem nesta campanha, os ataques pessoais que me fazem, culpando-me da crise internacional, o sectarismo que apresentam em relação ao PS, a posição que apresentam de não quererem dialogar, de não quererem compromissos, de não quererem nenhum tipo de entendimento. Isso não faz bem ao país. O país já pagou um preço pela falta de diálogo", lamentou.

Considerando que o PS está a realizar "uma campanha que cresce dia a dia", Sócrates voltou depois a verberar o programa eleitoral do PSD, o "programa mais radical e insensato do ponto de vista ideológico de que há memória" no país.

E regressou a uma referência de que se tinha já socorrido no comício em que participou ao final da tarde no Palácio de Cristal, no Porto.

"Até já chegámos ao ponto de ver o líder do CDS -- imaginem, do CDS -- dizer que na matéria social está mais à esquerda do que o PSD. Isto é extraordinário. Nunca tínhamos visto o CDS dizer que em matéria social estava à esquerda do PSD. E disse-o porque o programa do PSD é uma ruptura com o modelo social, com o Estado social que temos no nosso país", apontou.

Ver comentários
Outras Notícias