26 de maio de 2019 às 09:10
Um Parlamento Europeu mais fragmentado
Formar maiorias no próximo Parlamento Europeu (PE), o mais polarizado de sempre, será tarefa difícil. 

O crescimento de forças nacionalistas, eurocéticas ou mesmo anti-União Europeia, em particular de extrema-direita, vai complicar as contas mas não será suficiente para retirar a maioria aos partidos centristas, sejam de centro-esquerda, centro-direita ou liberais. Subida do ALDE contrabalança queda do PPE e do S&D e subida das forças de extrema-direita.

Partidos tradicionais recuam mas continuam a dominar a Europa