26 de maio de 2019 às 11:07
Pedro Marques : "abstenção é o maior adversário dos europeístas"

Paulo Rangel apelou ao voto num dia em que a afluência às urnas parece ser, para já reduzida, a julgar pelas imagens de televisão que chegam dos momentos de votação dos líderes e cabeças de lista.

O cabeça de lista do PSD, que votou no Porto, afirmou que "estas eleições são decisivas para o quotidiano dos portugueses e das portuguesas. É importante que não deixem decisão para outros e vão votar. Se posso deixar um apelo esta manhã é que votem". Paulo Rangel deixou eco de queixas que recebeu sobre a falta de condições de acessibilidade às secções de voto. 

O cabeça de lista do PS, Pedro Marques, lembrou que "a abstenção é o maior adversário dos europeístas". "O principal apelo é que votem, votem pela Europa, votem pela nossa democracia". Pedro Marques mostrou ainda preocupação com a abstenção entre os jovens e apelou ao seu voto.

João Ferreira, cabeça de lista do PCP às Europeias, votou esta manhã na escola básica e secundária do Lumiar. "Este é um momento fundamental para cada um dizer de sua justiça e participação na vida coletiva. Está um dia bonito, bom para fazer muitas coisas, mas é possível vir votar primeiro".

Nuno Melo votou em Famalicão e lembrou que "é o projeto europeu que está em causa", lembrando a importância que tem para Portugal, não só através do acesso a fundos europeus como a um mercado de muitos milhões de consumidores. "A redução da taxa de abstenção seria um sinal para a Europa", rematou.

O líder do PCP, Jerónimo de Sousa, os portugueses estão distantes da Europa e "corremos o risco de esse distanciamento se materializar". Após execer o direito de voto, apelou à participação e lembrou a oportunidade para a "defesa dos interesses de Portugal no quadro da União Europeia".