Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Intenção de voto sobe para 44% em Portugal

Com o aproximar da data da votação, os portugueses mostram-se mais interessados pelas eleições para o Parlamento Europeu, com as intenções de voto a aumentarem mais de 20 pontos percentuais face ao Eurobarómetro de Março.

António Larguesa alarguesa@negocios.pt 29 de Maio de 2009 às 12:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Com o aproximar da data da votação, os portugueses mostram-se mais interessados pelas eleições para o Parlamento Europeu, com as intenções de voto a aumentarem mais de 20 pontos percentuais face ao Eurobarómetro de Março.

De acordo com uma sondagem encomendada pelas instituição europeias à empresa de opinião TNS, 44% dos eleitores portugueses garantem com toda a certeza que se irão deslocar às urnas no dia 7 de Junho, o que compara com os 24% que em Março se diziam dispostos a participar na escolha dos eurodeputados nacionais.

Por outro lado, melhora também o interesse (57%) que os portugueses demonstram pelas eleições europeias, um valor que fica mesmo acima da média comunitária (53%), revela esta sondagem divulgada por Bruxelas. No Eurobarómetro de Março, apenas 44% dos eleitores nacionais afirmava o seu interesse pelas europeias.

Apesar destas melhorias, há ainda dois terços de inquiridos que desconhecem a data da votação em Portugal. As eleições realizam-se em dias diferentes nos 27 Estados-membros da União, mas todos têm que votar entre 4 e 7 de Junho.

Na primeira semana de campanha oficial, que começou na segunda-feira, os cabeças de lista dos partidos têm discutido pouco as temáticas europeias, privilegiando as questões nacionais. No entanto, as posições tomadas sobre questões nacionais é a razão menos apontada pelos portugueses (apenas 22% o fazem) como critério de escolha de um candidato.

Já o desemprego e a economia permanecem no tipo da lista das preocupações dos europeus, de acordo com esta sondagem, realizada entre os dias 4 e 15 de Maio nos 27 Estados-membros da UE através de entrevistas telefónicas a 27.218 cidadãos com mais de 18 anos (16 anos na Áustria) inscritos nos cadernos eleitorais.

Ver comentários
Outras Notícias