Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cavaco só deverá ouvir os partidos no início da próxima semana

O Presidente vai esperar por sexta-feira, 16, e pelo fim previsível para as negociações e só então deverá avançar com a convocação dos líderes partidários para as audições prévias à indigitação do futuro primeiro-ministro.

Filomena Lança filomenalanca@negocios.pt 14 de Outubro de 2015 às 16:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • 32
  • ...

Apesar de esta quarta-feira, 14 de Outubro, serem conhecidos os resultados dos votos dos emigrantes e apurados os quatro deputados cujos mandatos não são ainda conhecidos, Cavaco Silva só deverá começar a marcar as audições com os partidos políticos para a formação do novo governo no início da próxima semana, apurou o Negócios.

 

O Presidente da República vai esperar por sexta-feira, data em que, previsivelmente, terminarão as reuniões entre os partidos, ainda que formalmente não exista qualquer prazo para que tal aconteça. Além disso, esta quinta-feira estarão fora do país três dos líderes partidários que estão no centro das negociações: Passos Coelho estará em Bruxelas, para participar na reunião do Partido Popular Europeu (PPE); António Costa, que viaja já hoje para a capital belga, estará na reunião do Partido Socialista Europeu (PSE); e Catarina Martins vai também a Bruxelas, para se reunir com a presidente do Grupo da Esquerda Unitária (GEU).

 

A Constituição da República, recorde-se, manda que o novo primeiro-ministro seja "nomeado pelo Presidente da República, ouvidos os partidos representados na Assembleia da República e tendo em conta os resultados eleitorais".

 

Até agora, Cavaco Silva reuniu já com Passos Coelho – logo a 6 de Outubro, dois dias depois das eleições legislativas – a quem pediu desenvolvesse "diligências com vista a avaliar as possibilidades de constituir uma solução governativa que assegure a estabilidade política e a governabilidade do País".

 

Foi também ouvido António Costa, poucos dias depois, mas nenhuma dessas audições foi realizada, formalmente, já com vista à indigitação do líder do futuro executivo.

 

Conhecidos que forem os resultados dos votos dos emigrantes, e se não se verificarem entretanto recursos ou reclamações, a expectativa é que as listas finais de deputados sejam publicadas na segunda-feira, 19 de Outubro, no Diário da República. Três dias depois, manda a Constituição da República, deverá reunir o novo Parlamento pela primeira vez. Isso acontecerá a 22, sendo precisamente essa a previsão dos líderes parlamentares que reuniram esta manhã em conferência de líderes. 

Ver comentários
Saber mais Cavaco Silva Presidente da República Passos Coelho António Costa Catarina Martins Diário da República partidos e movimentos
Mais lidas
Outras Notícias