Legislativas Aximage: Coligação tem quase sete pontos de vantagem sobre o PS

Aximage: Coligação tem quase sete pontos de vantagem sobre o PS

A última sondagem da Aximage antes das eleições atribui 39,1% das intenções de voto à coligação. A vantagem face ao PS é de quase sete pontos, mas não é estatisticamente significativa, diz a empresa.
Aximage: Coligação tem quase sete pontos de vantagem sobre o PS
Miguel Baltazar/Negócios
Bruno Simões 02 de outubro de 2015 às 01:00
Aos poucos, mas sem nunca inverter o rumo, a coligação Portugal à Frente foi subindo nas intenções de voto e recolhe agora 39,1% das preferências dos inquiridos do barómetro da Aximage, face a 32,5% do PS. É com uma diferença de quase sete pontos que Passos Coelho e António Costa partem para as eleições do próximo domingo. A CDU regista 9,2% das intenções de voto e o Bloco de Esquerda, com 9%, deverá reforçar a sua presença na Assembleia da República.

O estudo da Aximage para o Negócios e o Correio da Manhã resulta da soma dos inquéritos diários que a empresa conduziu entre 25 e 30 de Setembro, a que acresceram entrevistas realizadas no dia 1 de Outubro. E nesse "tracking poll" diário, a coligação nunca deixou de subir. Para se ter uma ideia, a 19 de Setembro a PàF registava um resultado de 35,5%, face a 35,1% do PS. Essa diferença foi aumentando ligeiramente em todos os dias que se seguiram, até a coligação registar 39,1% das preferências de voto.

O PS fez o percurso inverso e só conseguiu subir em dois dias, tendo caído em todos os outros. Os socialistas chegam a esta última sondagem com um resultado de 32,5%, que não fica muito longe do pior resultado que registaram nestas últimas duas semanas: 31,8%.
Tanto a CDU como o Bloco de Esquerda também melhoraram os seus desempenhos, com os comunistas a passarem de 8,3% a 19 de Setembro para 9,2% no barómetro desta quinta-feira. O Bloco de Esquerda teve uma subida impressionante, ao passar de 5,8% para 9% no último estudo antes das eleições.

Porém, dados os intervalos de confiança de cada partido, as diferenças entre a PàF e o PS, bem como entre a CDU e o Bloco, "não são estatisticamente significativas", nota a Aximage.
A abstenção deverá fixar-se nos 40,8%, o resultado mais alto medido pela Aximage. Se se verificar essa percentagem, ela será, apesar de tudo, mais baixa do que a que foi registada nas legislativas de 2011: 41,93%.

Os outros partidos, sem assento parlamentar, os votos brancos e os votos nulos deverão reunir 10,2% da votação dos eleitores.




pub