Legislativas Com Joacine, “chegou o desconforto ao Parlamento”
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

Com Joacine, “chegou o desconforto ao Parlamento”

Chegou ao Parlamento pela mão do Livre, com cabeça-de-lista por Lisboa e quer "contribuir para um país com mais justiça social, democrático e igualitário". Nasceu na Guiné, é feminista e activista antirracista.
Com Joacine, “chegou o desconforto ao Parlamento”
Miguel A. Lopes/Lusa
Filomena Lança 07 de outubro de 2019 às 20:20

Quer ser a "esquerda verde" no Parlamento, a "esquerda feminista radical", a "esquerda antirracista". E quer ser "uma voz desconfortável", que não está lá "para confortar ninguém, nem maiorias, nem minorias". Joacine

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
pub

Marketing Automation certified by E-GOI