Legislativas Inquérito diário: Coligação alarga distância e deixa PS a quase sete pontos

Inquérito diário: Coligação alarga distância e deixa PS a quase sete pontos

O PS perdeu mais um ponto para a coligação nas intenções de voto. De acordo com o barómetro diário da Aximage, a distância continua a aumentar e é, agora, de 6,6 pontos.
Inquérito diário: Coligação alarga distância e deixa PS a quase sete pontos
Paulo Duarte
Bruno Simões 29 de setembro de 2015 às 01:00

A coligação e o PS estão a seguir percursos bem distintos no inquérito diário que a Aximage está a conduzir desde 19 de Setembro. A Portugal à Frente nunca desceu, tendo ganho, ao longo desses dias, praticamente três pontos nas intenções de voto. Já o PS só subiu uma vez, tendo registado descidas em praticamente todos os outros dias. Contas feitas, os socialistas perderam quase três pontos.

 

Depois de mais uma subida esta segunda-feira, a PàF regista 38,4% das preferências, enquanto o PS se fica pelos 31,8%. Cada um dos partidos avançou cinco décimas face ao inquérito de domingo, embora o PS tenha feito esse movimento em sentido descendente e a coligação tenha subido.

 

A Aximage começou a fazer esta análise diária à intenção de voto a 19 de Setembro, usando como base de comparação os resultados de 18 de Setembro. Nesse dia, a coligação tinha 35,3% das intenções de voto e o PS seguia muito perto, com 34,7%. E 19 de Setembro (dois dias depois do debate entre Passos e Costa na rádio) foi, aliás, o único dia em que o PS subiu nas intenções de voto.

 

A abstenção começou por descer mas inverteu essa tendência e é agora de 40,4% (face a 40,1% este domingo). O Bloco de Esquerda é, além da coligação, o partido que mais progride neste estudo, passando de uma intenção de voto de 5,8% para 7,1% esta segunda-feira.

Ficha técnica

 

Universo: indivíduos inscritos nos cadernos eleitorais em Portugal com telefone fixo no lar ou possuidor de telemóvel.

Amostra: A sub-amostra de hoje é aleatória e estratificada (região, habitat, sexo, idade, escolaridade) e representativa do universo e foi extraída de um sub-universo obtido de forma idêntica. A amostra teve 199 entrevistas efectivas: 96 a homens e 103 a mulheres; 36 no Interior Centro Norte, 55 no Litoral Centro Norte, 32 no Sul e Ilhas, 51 em Lisboa e Setúbal e 25 no Grande Porto; 50 no meio rural, 65 em meio semi-urbano e 84 em urbano. A proporcionalidade pelas variáveis de estratificação é obtida após reequilibragem amostral.

Técnica: Entrevista telefónica por C.A.T.I., tendo o trabalho de campo decorrido entre no dia 27 de Setembro de 2015, com uma taxa de resposta de 79,9%.

Erro probabilístico: Para o total de uma amostra aleatória simples com 199 entrevistas, o desvio padrão máximo de uma proporção é 0,035 (ou seja, uma "margem de erro" - a 95% - de 6,9%).

Responsabilidade do estudo: Aximage Comunicação e Imagem Lda., sob a direcção técnica de Jorge de Sá e de João Queiroz.

Especificidade do estudo: Este "tracking" diário desenvolve-se em seis dias seguidos e constitui a sexta parte de uma sondagem semanal de 1200 entrevistas.







pub