Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Jerónimo de Sousa promete dar atenção a Costa quando PS acertar nome e política

O líder comunista, coligado com "Os Verdes", desafiou o PS a acertar o seu nome com a política praticada, assumindo-se claramente de esquerda, para merecer a devida atenção por parte da Coligação Democrática Unitária (CDU).

Lusa 25 de Setembro de 2015 às 01:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

"Quando verificamos que este PS foi mais brutal nos cortes dos direitos dos trabalhadores quando foi Governo, quando olhamos para a sua proposta e o que encontramos é o despedimento mais fácil, então o desafio fica do lado do PS", afirmou Jerónimo de Sousa na quinta-feira, 24 de Setembro.

 

Num comício nocturno em Serpa, o secretário-geral do PCP dirigiu-se ao largo do Rato e pediu "acertem o nome [socialista] com a sua política". "Se se afirmam de esquerda, façam uma política de esquerda que, com certeza, encontrará da nossa parte a atenção merecida", prometeu, num quente pavilhão polivalente serpense, com cerca de 400 pessoas e animado pelo cante alentejano antes das intervenções.

 

Contudo, o excesso imprevisto de participantes no comício fez escoar o ensopado de borrego, levando a alguns lamentos: "já não há nada, é só caldo", ouviu-se entre os presentes, em tom de reclamação.

 

"Muitos socialistas vêm ter connosco e dizem-nos: mas o PS é um partido de esquerda, por que não se entendem com eles?", exemplificou, esclarecendo que, "ao longo da história, um partido de esquerda sempre, mas sempre encontrou como zona de fronteira com a direita os salários e os direitos dos trabalhadores".

 

O líder comunista afirmou que o programa eleitoral socialista tem "pseudo-propostas escondidas", como "créditos fiscais para trabalhadores pobres" e "contratos a prazo para a precariedade".

 

"[Os direitos defendem-se] aumentando o salário, isto é, à custa da entidade patronal, fazendo aumentar ao salário mínimo nacional e não passando a bola para a concertação social, para a decisão das entidades patronais", disse.

Ver comentários
Saber mais Jerónimo de Sousa PCP Governo PS política
Outras Notícias