Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Abstenção nas presidenciais atinge recorde nos 53,3% (act)

As eleições ficam marcadas pela elevada abstenção, um facto que terá sido agravado pelos problemas que muitos portugueses tiveram em votar. A participação dos portugueses foi a mais baixa de sempre numas presidenciais.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 23 de Janeiro de 2011 às 01:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
(Actualiza com resultados finais)

De acordo com os dados divulgados hoje pelo Ministério da Justiça no portal criado para as eleições Presidenciais, 46,63% dos eleitores votaram nas eleições de hoje, numa altura em que estão já apurados todas as freguesias (faltam apenas 11 consulados)


Esta afluência às urnas compara com a participação de 61,53% registada nas eleições de 2006, onde a abstenção ficou pelos 38,47%.

A abstenção ficou assim nos 53,37%. Entre os 9.656.474 eleitores que estavam inscritos, apenas 4.489.904 foram hoje votar.

Em termos históricos, as eleições onde o Presidente da República concorre a um segundo mandato são marcadas por maiores níveis de abstenção. Em 2001, na reeleição de Jorge Sampaio, a abstenção ficou pela primeira vez acima de 50%.

Situou-se na altura nos 50,29%, o que até agora era a valor mais elevado de sempre.

Ano
Abstenção
197624,53%
198015,61%
198622,01%
199137,84%
199633,71%
200150,29%
200638,47%
201153,3%

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias