Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Alberto Martins: Programa da direita é igual a FMI mais PSD e CDS, mais Cavaco Presidente

O dirigente socialista Alberto Martins fez um ataque duro ao actual chefe de Estado.

Lusa 18 de Janeiro de 2011 às 08:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O dirigente socialista Alberto Martins fez um ataque duro ao actual chefe de Estado, dizendo que a fórmula do programa da direita é igual a Fundo Monetário Internacional (FMI), mais PSD e CDS, mais Cavaco Silva Presidente.

Num discurso da candidatura de Manuel Alegre, que encheu o Teatro de Vila Real - e em que por duas vezes disse MFI em vez de FMI -, Alberto Martins, também ministro da Justiça, ao contrário do que fizera na véspera o seu colega de Governo Augusto Santos Silva, visou directamente Cavaco Silva.

"Queremos um Presidente da República que presida mas que não queira ser chefe de Governo, que não queira ser chefe de facção, que não presida à descrença nacional, que não seja um anunciador de crises, um corifeu de lamúrias, alguém complacente com o FMI", declarou.

Alberto Martins procurou depois fazer uma distinção política e pessoal entre o actual Presidente da República e o candidato apoiado pelo PS e Bloco de Esquerda.

"Manuel Alegre é frontal, fala com os olhos nos olhos, não é uma personalidade dissimulada, não se deixa capturar por grupos de interesses, é cosmopolita, simboliza os valores da democracia. O passado de Manuel Alegre está carregado de futuros que se cumpriram: O exílio, a resistência, a liberdade e a vitória da democracia", considerou.

Já Cavaco Silva foi definido por Alberto Martins da seguinte forma: "Não queremos pôr na presidência um homem que seja biombo da direita, que pisca o olho ao FMI, que quer instituir um pacto institucional com a direita".

"Há um programa político atrás, à frente e ao lado de Cavaco Silva, FMI, PSD mais CDS e Cavaco a Presidente", concluiu o dirigente do PS e antigo presidente da Associação Académica de Coimbra.

Ver comentários
Outras Notícias