Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bernardino Soares diz que projecções sobre abstenção mostram "descontentamento"

O líder parlamentar do PCP, Bernardino Soares, afirmou hoje que as projecções sobre a abstenção apontam para "um número elevado", o que considerou revelar "o descontentamento com a situação do país e políticas seguidas".

Lusa 23 de Janeiro de 2011 às 19:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
De acordo com as projecções avançadas pelas três televisões, a TVI aponta para uma abstenção entre os 49% e os 53%, a RTP entre os 49% e os 54 % e a SIC entre os 47% e os 51,2%.

Um "número elevado", que, para Bernardino Soares, revela "um descontentamento com a situação em que o país está e com as políticas que têm sido seguidas".

Bernardino Soares, que integra a comissão política comunista, falava na sede de candidatura de Francisco Lopes, apoiado pelo PCP e Verdes, que funciona na sede nacional do PCP, em Lisboa. Para o deputado, os dados já conhecidos evidenciam "a importância da candidatura de Francisco Lopes, que procurou introduzir na campanha temas essenciais para o país e fundamentais para o nosso povo e com isso contribuir para combater a abstenção e para apelar a uma participação nestas eleições presidenciais".

Bernardino Soares admitiu que os problemas hoje registados em várias mesas de voto podem ter tido alguma influência nos dados da abstenção. Recordando que, após as últimas eleições, o PCP alertou "o Governo sobre este problema e o Governo garantiu que estava tudo bem", mas, salientou, "como se vê, não está".

"Isto não pode continuar porque o exercício do direito de voto tem de estar totalmente garantido a todas as pessoas que o queiram exercer", referiu Bernardino Soares. Em presidenciais, a taxa de abstenção mais alta de sempre foi de 50,29%, registada na reeleição de Jorge Sampaio, em 2001.
Ver comentários
Saber mais PCP Bernardino Soares eleições
Mais lidas
Outras Notícias