Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cavaco Silva diz não recear o "juízo" dos portugueses

O candidato presidencial Cavaco Silva disse hoje não recear o "juízo dos portugueses", porque eles sabem que sempre colocou em primeiro lugar os princípios de falar a verdade e defender sempre os interesses do país.

Lusa 18 de Janeiro de 2011 às 08:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
"Os portugueses conhecem-me e eu devo dizer-vos com toda a frontalidade não receio o juízo dos portugueses", afirmou Cavaco Silva, durante um jantar-comício em Aveiro.

Sublinhando que os portugueses sabem que sempre esteve na vida pública com "honestidade, seriedade, retidão, sentido de Estado, mas também com ponderação, com bom senso e com equilíbrio", Cavaco Silva insistiu na ideia que sempre colocou em primeiro lugar os princípios de "falar verdade aos portugueses e defender sempre os interesses de Portugal".

No jantar em que teve pela primeira vez ao seu lado na campanha eleitoral o líder do CDS-PP, Paulo Portas, Cavaco Silva repetiu uma mensagem já diversas vezes deixada, de que, caso seja reeleito para a Presidência da República será "isento e imparcial em relação a todas as forças políticas".

"Serei, como sempre fui, equidistante entre Governo e oposição, serei, como sempre fui, Presidente de todos os portugueses, serei Presidente de Portugal inteiro", disse o candidato apoiado pelo PSD, CDS-PP e MEP, que quando teve ao seu lado o líder social-democrata num comício em Vila Real também não deixou de fazer esta referência à sua isenção e imparcialidade em relação aos partidos.

Cavaco Silva deixou ainda um 'recado' especial para "as gentes do distrito de Aveiro", "uma terra de luta pela democracia e pela liberdade", salientando que sabe que "nunca se deixaram enganar".

No jantar de Aveiro esteve ainda presente o secretário-geral do PSD, Miguel Relvas.

Ver comentários
Outras Notícias