Presidenciais Maria de Belém não recebeu o apoio de António Guterres

Maria de Belém não recebeu o apoio de António Guterres

A candidata presidencial diz não ter conhecimento de que António Guterres a vá apoiar. A sua campanha está convencida de que essa notícia visa evitar o apoio do ex-primeiro-ministro.
Maria de Belém não recebeu o apoio de António Guterres
Correio da Manhã
Bruno Simões 06 de janeiro de 2016 às 15:58

Maria de Belém não tem "nenhuma indicação" de que António Guterres a vá apoiar nas eleições presidenciais. O Diário Económico escreve esta quarta-feira, 6 de Janeiro, que o ex-alto comissário da Nações Unidas para os refugiados vai anunciar nos próximos dias o apoio à sua ex-ministra, uma das 10 candidatas às presidenciais de 24 de Janeiro. Mas Maria de Belém diz que não sabe de nada.

"Eu não tenho nenhuma indicação disso", afirmou num almoço com jornalistas, esta terça-feira. Nem fez nenhum convite nesse sentido, garante. "Não tomei a iniciativa, como outros candidatos, de estar a insistir com as pessoas 'apoiem-me, apoiem-me'", sublinhou. Para Maria de Belém, o apoio deve ser "genuíno".

Não vou falar com ninguém [para pedir apoio].
Maria de Belém

António Cunha Vaz, líder da agência de comunicação responsável pela campanha de Maria de Belém, disse que essa informação não partiu da campanha da ex-ministra e aventou que o objectivo é evitar que Guterres a apoie. "Alguém quis queimar essa possibilidade, foi por isso que a notícia surgiu", defendeu.

Maria de Belém garantiu também que não falou com António José Seguro sobre a sua candidatura a Belém. "Não falei e não tenciono falar", disse ainda. "Não vou falar com ninguém [para pedir apoio] a não ser com quem me aborda e diz que me quer apoiar", sentencia.

O almoço com os jornalistas serviu para apresentar o calendário da campanha de Maria de Belém. Na primeira semana, a candidata vai estar concentrada no Norte e Centro do país. Estão planeadas entre quatro a cinco acções de campanha diárias.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI