Marcelo diz que veto foi uma "decisão solitária"

O Presidente da República garante que a sua decisão de vetar o diploma que alargava o direito de preferência dos inquilinos foi "solitária", sem ter por base pareceres jurídicos. Em causa está um potencial conflito de interesses de um assessor jurídico de Belém.
Jornal de Negócios
pub
Negócios 04 de agosto de 2018 às 11:16

pub