Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mais de metade dos contratos de arrendamento são inferiores a 300 euros

62,4% dos contratatos paga renda inferior a 300 euros e metade desses paga menos de 75 euros.

Negócios negocios@negocios.pt 18 de Novembro de 2011 às 08:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
Mais de metade dos contratos de arrendamento existentes em Portugal tem uma renda inferior a 300 euros, segundo um estudo da Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário (CPCI) que foi ontem entregue ao Governo, aos grupos parlamentares e ao próprio Presidente da República.

"A apenas 297.345 contratos de arrendamento, ou seja, 38% do total, corresponde uma renda superior a 300 euros, o que demonstra que este mercado não demonstra qualquer dinâmica e se encontra totalmente estagnado", lê-se no estudo da confederação liderada por Reis Campos.

O documento, que cita dos dados provisórios dos Censos 2011, divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), adianta que "62,4% dos contratos paga uma renda inferior a 300 euros e cerca de metade destes situa-se abaixo dos 75 euros".

Este estudo garante ainda, tal como o Negócios noticia hoje, que o Estado poderia arrecadar 1,06 milhões de euros em três anos caso fosse aplicada uma taxa única para os rendimentos prediais de 21,5%.
Ver comentários
Saber mais rendas casas
Outras Notícias