Rendas Mapa: as freguesias de Lisboa onde já dormem mais turistas do que moradores

Mapa: as freguesias de Lisboa onde já dormem mais turistas do que moradores

O fenómeno do alojamento local transformou algumas freguesias de Lisboa. O Negócios reuniu vários indicadores que permitem perceber as freguesias que estão mais pressionadas pelo arrendamento de curta duração a turistas.

O peso do alojamento local na cidade de Lisboa varia muito consoante as freguesias. É nas zonas mais antigas e mais propensas ao turismo que o arrendamento de curta duração se impôs de forma mais visível

Em Alfama, na Mouraria ou no Castelo, por exemplo, os turistas já ocupam 34% das casas. No Bairro Alto, por exemplo, esta percentagem é de 28%. Nestes bairros históricos, é frequente haver mais turistas a dormir do que moradores. A densidade geográfica do alojamento local é alta, chegando a haver mais de 2.500 alojamentos locais por cada quilómetro quadrado. 

Em bairros menos associados ao turismo, este fenómeno também já pesa: em Arroios, por exemplo, há noites onde mais de 30% das pessoas que lá dormem são turistas. Na Estrela, chegam a ser mais de 20%. Nestes números não estão incluídos os alojamentos locais ilegais, que não foram registados.

Para retirar estas conclusões, o Negócios cruzou números do Registo Nacional do Alojamento Local com dados do Instituto Nacional de Estatística, do Ministério da Administração Interna e da Câmara de Lisboa. No mapa em cima veja os dados para todas as freguesias de Lisboa.

A carregar o vídeo ...

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI