Rendas PS retira Helena Roseta do grupo de trabalho da habitação

PS retira Helena Roseta do grupo de trabalho da habitação

A deputada demitiu-se esta terça-feira das funções de coordenadora do grupo de trabalho para as questões da habitação e foi hoje informada pela direcção do grupo parlamentar de que também não continuará como membro do grupo de trabalho. “Só posso acatar”, diz Roseta.
PS retira Helena Roseta do grupo de trabalho da habitação
David Martins
Filomena Lança 24 de outubro de 2018 às 17:32

A direcção do grupo parlamentar do PS informou esta quarta-feira a deputada Helena Roseta de que não continuará a integrar o grupo de trabalho para a Habitação, Reabilitação Urbana e Políticas de Cidades, criado no âmbito da Comissão de Ambiente. Roseta foi até ontem a coordenadora do grupo de trabalho, tendo apresentado a sua demissão em confronto com a direcção do partido, na sequência da apresentação, pelo PS, de um pedido para suspender as votações do pacote de diplomas sobre arrendamento.

"Recebi essa notícia por email do chefe de gabinete do grupo parlamentar do PS", confirmou ao Negócios Helena Roseta. "Só posso acatar porque é à direcção do grupo parlamentar que cabe indicar os deputados que integram os grupos de trabalho", acrescentou.

Já esta quarta-feira ficou a saber-se que o PS havia indicado Hugo Pires para substituir Roseta na coordenação. Com a recente saída de João Torres para a secretaria de Estado da Defesa do Consumidor, Hugo Pires tinha já herdado o dossiê da habitação no âmbito do grupo parlamentar socialista.

 

Integrará também o grupo de trabalho da habitação o deputado Nuno Sá, que faz parte da Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa onde acompanhou as questões relacionadas com as propostas em matéria de benefícios fiscais para os senhorios, uma das peças fundamentais do pacote do arrendamento urbano.

Luis Vilhena será o terceiro deputado socialista no grupo de trabalho, um cargo que já tinha e que mantém.

 

"Vão continuar a ter-me a trabalhar. O regimento permite-nos assistir a todas as reuniões do grupo de trabalho, só não posso é votar", afirma Helena Roseta, que promete continuar "todo o esforço de procurar pontes, rigor, fundamentação" na área da habitação, aquela onde tem trabalhado mais nesta legislatura.

 

Nesta terça-feira, depois de o PS, com a ajuda do PSD, ter feito aprovar um requerimento para adiar até Dezembro as votações do pacote do arrendamento, Helena Roseta apresentou a demissão, afirmando: "O meu dever de consciência é não adiar uma coisa que considero que é urgentíssima". Em declarações aos jornalistas, a deputada não poupou nas críticas ao PS, salientando que "se uma vez que um partido não tem a maioria pede o adiamento, está a prejudicar os trabalhos parlamentares".

 

O PS, recorde-se, não conseguiu até ontem o apoio parlamentar necessário para fazer passar no Parlamento as propostas do Governo para a habitação. As questões mais polémicas são as que se prendem com as alterações no Balcão Nacional do Arrendamento e com as matérias fiscais.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI