Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Publicada lei que desce IRS em contratos de arrendamento longos

Embora já estivesse a produzir efeitos desde 1 de janeiro, foi publicado o diploma que reduz o IRS nos novos contratos de arrendamento, a partir dois dois anos. Redução é tanto maior quanto a duração do contrato.

"É uma ameaça de despejo que paira sobre nós daqui a cinco anos"
Susana Paula susanapaula@negocios.pt 09 de Janeiro de 2019 às 11:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O diploma que reduz o IRS nos novos contratos de arrendamento por prazos superiores a dois anos foi publicada nesta quarta-feira, 9 de Janeiro, em Diário da República, embora já estivesse a produzir efeitos desde o início do ano.


É que o legislador deixou expressamente previsto que as alterações ao IRS nesta matéria entrassem produzissem efeitos a partir de 1 de Janeiro, independentemente da data de publicação. 


Com a nova lei, a taxa de 28% aplicável aos rendimentos prediais beneficia de uma redução consoante a duração do contrato, a partir dos dois anos. Assim, entre dois e cinco anos a taxa reduz-se dois pontos, entre cinco e dez diminui cinco pontos. A mesma redução acontecerá em posteriores renovações, até que a taxa fique apenas nos 14%.


Os contratos de dez anos ou mais terão logo uma redução da taxa para metade (para 14%) e os que forem além de 20 anos apenas pagarão 10% de imposto. 


O diploma publicado nesta quarta-feira prevê que o Governo regulamente os termos em que se verificam as reduções de taxas de IRS para os rendimentos prediais num prazo de 60 dias.


Ver comentários
Saber mais IRS política Governo habitação rendas arrendamento imóveis impostos
Mais lidas
Outras Notícias