Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Médicos do Norte ameaçam ruptura total com o Ministério

A "lei da rolha" prevista no código de ética que está a ser redigido pela tutela está a causar revolta na Ordem. A realização de uma greve é uma das formas de luta em cima da mesa, noticia o "Jornal de Notícias".

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios negocios@negocios.pt 20 de Maio de 2014 às 09:43
  • Partilhar artigo
  • 9
  • ...

Depois do repúdio do bastonário José Manuel Silva e do Conselho Regional do Sul da Ordem dos Médicos, o Conselho Regional do Norte prepara-se para votar na próxima reunião do Conselho Nacional Executivo, a 29 de Maio, um conjunto de propostas que visam suspender mesmo as relações com o Ministério tutelado por Paulo Macedo.

 

Entre as medidas em cima da mesa está "a suspensão de todas as colaborações da Ordem dos Médicos com o Ministério da Saúde", um apelo para que todos os médicos deixem de colaborar com a tutela também a nível individual e ainda a exortação aos dirigentes da Ordem para suspendam a militância nos partidos do Governo, escreve estar terça-feira o "Jornal de Notícias". A hipótese de greve também já está a ser estudada em conjunto com os sindicatos dos médicos.

 

Em causa está o código de ética que está a ser preparado pelo Governo que obrigará os profissionais de saúde a manter "sigilo absoluto" face ao exterior relativamente a toda a informação que possa afectar ou colocar em causa a imagem do Serviço Nacional de Saúde. Esta intenção de proibir denúncias sobre as insuficiências do sistema público levou o bastonário a afirmar que pretende "defender mais a imagem do Governo do que os interesses dos doentes, corroborando o representante dos médicos na Região Norte, Miguel Guimarães, que coloca em causa até "a segurança dos doentes".

Ver comentários
Saber mais Ordem dos Médicos código de ética Ministério da Saúde Paulo Macedo greve
Outras Notícias