Segurança Social António Costa só diz para já que haverá "aumento justo" das pensões

António Costa só diz para já que haverá "aumento justo" das pensões

O primeiro-ministro disse hoje, em Estocolmo, que haverá um "aumento justo" das pensões no próximo ano, mas escusou-se a entrar em detalhes, apontando que é necessário esperar pela apresentação do Orçamento do Estado para 2017.
António Costa só diz para já que haverá "aumento justo" das pensões
Miguel Baltazar
Lusa 03 de outubro de 2016 às 14:03

"Nós estamos a 15 dias de apresentar um Orçamento do Estado (...) Estamos a finalizar as negociações e, portanto, já não falta muito tempo para que possam ter noticias e não especulações sobre qual é o resultado final do aumento das pensões, que como eu disse numa entrevista hoje, será um aumento justo e que permitirá cumprir os nossos objectivos orçamentais", limitou-se a dizer António Costa.

 

O primeiro-ministro, que falava numa conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo sueco, em Estocolmo, afirmou, numa entrevista ao jornal Público publicada na edição de hoje, que aumentos na função pública só em 2018 e admite nova tributação indirecta no Orçamento do Estado para o próximo ano, confirmando igualmente uma "tributação do património imobiliário de luxo".

 

Na entrevista, cuja segunda parte será publicada na terça-feira, Costa frisa que a reposição de salários da função pública fica concluída este mês mas que só em 2018 está previsto retomar "actualizações" e "encarar questões de fundo relativamente às carreiras".

 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI