Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cristas quer proposta sobre reforma do sistema de pensões antes do Verão

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, afirmou esta quinta-feira que antes do Verão o partido deverá ter uma proposta sobre a reforma do sistema de pensões, a partir do trabalho do Gabinete de Estudos.

Bruno Simão/Negócios
Lusa 19 de Maio de 2016 às 23:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

"Esta conferência é importante para testar ideias, e espero que até ao Verão nós tenhamos alguma coisa de consistente e sólido para apresentar aos demais partidos políticos e mostrar como o CDS tem a vontade, mesmo em áreas difíceis como é a reforma do sistema de pensões, de ter propostas concretas com uma visão de médio e longo prazo", afirmou Assunção Cristas aos jornalistas.

 

A líder centrista abriu uma conferência na sede do CDS, em Lisboa, com especialistas em Segurança Social, no âmbito do grupo de trabalho do Gabinete de Estudos, que apresentará uma proposta à direcção do partido, que servirá de base à proposta de reforma da segurança social que os centristas apresentarão aos demais partidos.

 

Com o trabalho ainda numa "fase muito técnica", Assunção Cristas não se quis comprometer com ideias concretas - como o chamado 'plafonamento' das pensões mais altas, que já foi defendido no passado pela coligação que integrou o CDS -, sublinhando a convicção de que "há um problema".

 

"O nosso pré-entendimento é a convicção de que existe um problema, que vários países resolveram de forma diferente, e nós queremos saber qual a melhor maneira de o resolver em Portugal", afirmou.

 

A proposta deverá apontar para "alguma alteração substancial que dê garantias aos mais jovens e a quem está a meio da carreira contributiva de que um dia também vão ter direito a uma pensão, seja ela constituída em moldes diferentes ou não dos actuais", disse.

 

"Com os atuais, já sabemos que podemos contar com muito pouco. Quem começa agora a descontar não terá uma expectativa de ter mais do que 30% do seu rendimento actual. O sistema pode ser sustentável mas não paga pensões", argumentou Assunção Cristas.

 

Na primeira conferência/debate do Gabinete de Estudos, moderada pelo ex-ministro e deputado do CDS-PP Pedro Mota Soares, participaram André Azevedo Alves, da Universidade Católica, de José Sarmento, da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios, de Fernando Ribeiro Mendes, do ISEG, e Pedro Corte Real, da Universidade Nova de Lisboa.

 

Ver comentários
Saber mais CDS Assunção Cristas Segurança Social Pedro Mota Soares André Azevedo Alves Gabinete de Estudos Fernando Ribeiro Mendes Associação Portuguesa de Fundos de Investimento Pensões e Patrimónios José Sarmento política
Outras Notícias